22 de set de 2013

Skate Run faz festa da mobilidade e do esporte em São Paulo

Skate Run faz festa da mobilidade e do esporte em São Paulo
Maior corrida e passeio de skate do mundo reúne 4.087 pessoas entre profissionais e amadores, celebra Dia Mundial Sem Carro e coroa Rodrigo Steinbach como primeiro vencedor
No Dia Mundial Sem Carro, São Paulo se transformou na capital mundial do skate. Mais de quatro mil pessoas participaram neste domingo (22) da primeira e histórica edição do Skate Run, maior corrida e passeio de skate do mundo, realizada em cenários tradicionais da capital paulista.

A largada aconteceu na Praça Charles Miller, com o trajeto passando pela Avenida Pacaembu (sentido centro) e seguindo pelo Largo Padre Péricles, Elevado Costa e Silva, até chegar ao Memorial da América Latina. Foram dois traçados: 8 km para atletas profissionais e amadores e 3 km para quem queria apenas curtir as ruas de São Paulo fechadas para o trânsito. Crianças, idosos, familiares, skatistas de diversos matizes fizeram a festa do esporte e da mobilidade. A chuva leve que caiu nas primeiras horas da madrugada não afugentou os participantes, que foram divididos em grupos de 100 skatistas para a largada sequenciada. Às 8h30, hora da partida do grupo de elite, a Praça Charles Miller, em frente ao Estádio do Pacaembu, ainda recebia participantes, que continuaram chegando até as 9h40, momento da última largada.

No trajeto de 8 km, um dos grandes desafios na parte física dos atletas foi a subida do Elevado Costa e Silva, o famoso Minhocão. Já o momento de maior adrenalina foi na ladeira da Rua Tagipurú, que levava ao pórtico de chegada, onde os participantes atingiam grande velocidade, ajudados pelo embalo da descida.

Grande desempenho - Em 20min29s minutos, Rodrigo Steinbach, mais conhecido como "Rato", cruzou a linha de chegada com um desempenho impressionante. O skatista de 26 anos, especialista na categoria Downhill Slide, literalmente esmagou a concorrência, chegando bem à frente dos rivais.

"Foi demais!", celebrou. "Muita ‘vibe’! Essa é a vibe verdadeira do skate, com uma galera demais, um circuito animal, uma organização show. Foi a maior corrida que o Brasil já viu e me sinto honrado em ter vencido", afirmou Rato, que ressaltou o clima de confraternização entre os competidores. "A competição fica por último, pois a amizade vem na frente. Torcemos uns para os outros e buscamos todos crescer juntos."

Com a vitória, Steinbach faturou um vale-compras de R$ 200 da Centauro e, principalmente, uma viagem para o X Games Foz do Iguaçu 2014: "Tá brincando. Sério? Isso está melhor que a Mega Sena!"

Devido à variedade de estilos do skatismo, alguns competidores tiveram dificuldades para se adaptar. E alguns com muito sucesso. Foi o caso de Pedro Henrique Barboza, o "Pedro Medula", terceiro colocado, que cruzou a linha com algumas escoriações: "Sou do skate de velocidade [categoria Speed], e esta corrida é de resistência, então acabei me excedendo um pouco. Caí uma vez sozinho na reta, com a perna cansada, e depois em uma rampa. Nas duas vezes, consegui levantar e continuar. E posso dizer: foi irado!"

Ferinha paranaense - Com apenas 16 anos, Georgia Bontorin foi a primeira mulher a completar a prova, no meio do pelotão de cerca de 50 atletas profissionais. Apesar da pouca idade, Georgia veio do Paraná para competir, fazendo bonito ao terminar entre os 20 melhores, o que impressionou bastante os espectadores e, certamente, inspirou a criançada que acompanhou a prova. "Foi muito legal, com muitos atletas. Foi muito cansativo, mas cheguei no meio dos meninos e por isso estou muito feliz".

Depois dos profissionais, foi a vez dos atletas amadores. E o que mais se via eram pais com filhos e grupos de amigos, confraternizando, celebrando a chegada e aproveitando para conhecer seus ídolos do skate. "No fim, essa competição foi só um pretexto para reunir milhares de praticantes do skate, na cidade que concentra a maior quantidade de skatistas no país - são mais de 400 mil", disse Fernando Amaral, o Batman, pentacampeão brasileiro de skate e padrinho do evento. "Esse encontro foi algo sensacional, e vemos isso pela reação dos principais competidores. Alguns deles são campeões mundiais com larga experiência no exterior - e só têm elogios para essa iniciativa. Eles têm razão, é preciso colocar os skates na rua e trazer mais praticantes para o esporte", finaliza.

Resultado - Confira os cinco melhores na categoria Profissional 8k: 1) Rodrigo "Rato" Steinbach, 2) Murilo Bombom, 3) Pedro Henrique "Medula" Barboza, 4) Kauê Mesaque, 5) Daniel Feitosa.


SKATE RUN tem realização da Confederação Brasileira de Esportes Radicais, com patrocínio do Banco do Brasil através da Lei de Incentivo ao Esporte e apoio da Secretaria de Esportes da Prefeitura Municipal de São Paulo e Confederação Brasileira de Skate. A XYZ Live é responsável pela comercialização.

3 de set de 2013

VEM AI O SKATE RUN a maior corrida de skate do mundo

VEM AI O SKATE RUN
a maior corrida de skate do mundo
 
São Paulo recebera no dia 22 de setembro, o Skate Run, primeira corrida de longo percurso de nível nacional da modalidade, que contará também com uma versão para família e lazer. O encontro, que pode reunir 10 mil praticantes em São Paulo, maior centro do skate no país, pretende também chamar a atenção do público para o skate como opção de mobilidade em grandes centros. As inscrições são gratuitas e já podem ser realizadas no endereço skaterun.com.br.

Realizado e organizado pela Confederação Brasileira de Esportes Radicais (CBER) com apoio da Confederação Brasileira de Skate (CBSk), o evento acontece juntamente com a Virada Esportiva, da Secretaria de Esportes da Prefeitura Municipal de São Paulo, que tem início no dia 21 de setembro. A prova terá a participação especial de Fernando Batman, um dos precursores do esporte no país, e contará com a presença de Sandro Dias, hexacampeão mundial de skate vertical, entre outros grandes nomes do esporte.

"O esporte brasileiro precisa de uma prova como esta, que visa colocar o skate no centro das atenções das pessoas com dois objetivos: primeiro, atrair novos praticantes, mostrando as vantagens do skate como meio de locomoção e para promover a saúde. E, como segundo objetivo, queremos revelar talentos e dar aos atletas já estabelecidos uma nova vitrine que incentive o investimento das empresas. O skate brasileiro já tem 29 títulos mundiais e até agora não construiu um grande evento no país. O Skate Run pode ser essa nova plataforma", resume Fernando Batman que, por ser um dos nomes históricos do esporte no Brasil, foi escolhido para apadrinhar o evento, que tem como proposta reunir todas as tribos do skate nacional.

Cruiser: a versão "inclusiva" do skate - O Skate Run pretende fixar no cenário esportivo nacional um jeito novo de praticar skate, chamado de "cruiser", que pode ser considerado a versão urbana do badalado "stand-up", vertente do surf na qual os praticantes ficam em pé sobre pranchas largas e remam. A comparação vem da facilidade de se praticar que ambas as versões proporcionam: até quem não tem familiaridade com o esporte pode se divertir sem esforço, proporcionando uma inclusão de praticantes eventuais ao universo do skate como esporte.

"É importante podermos incentivar a prática de esporte. E termos uma vertente do skate que seja mais fácil de assimilar é um bom caminho", diz o secretário municipal de esportes da cidade de São Paulo, Celso Jatene. "Além disso, os participantes poderão desfrutar do prazer de andar de skate pelas ruas da maior cidade do Brasil, totalmente livres de carros e outros obstáculos", completa Jatene. Para isso, o circuito será dividido em dois traçados: um com o percurso de 3 km para famílias e amadores e outro de 8 km para profissionais e praticantes de nível avançado. A largada está prevista para as 9h30 (de Brasília), na Praça Charles Miller.

Sonho antigo - Segundo uma pesquisa quadrienal encomendada em 2009 pela CBSK ao Instituto Datafolha, o Brasil conta com cerca de quatro milhões de praticantes de skate, sendo 10% do sexo feminino. São Paulo, considerada uma das capitais do skate no país, conta com aproximadamente 400 mil adeptos - o Estado de São Paulo já atinge cerca de 1,2 milhão de skatistas. Apesar disso, a capital paulista até hoje não conta com um espaço dedicado exclusivamente a este esporte. Geralmente, os praticantes eventuais, inclusive famílias e crianças, precisam compartilhar os espaços com bicicletas e outras modalidades, o que invariavelmente gera conflitos pela disparidade de velocidade e dinâmica, além das necessidades próprias de cada modalidade. "Além de incentivar o uso do skate e de ajudar no surgimento de novos talentos, esperamos que o Skate Run ajude a chamar a atenção para o problema da falta de um espaço específico", diz Leonardo Rodrigues, presidente da CBER. "Somente este espaço já seria um grande serviço à população e um impulso importante para o esporte", conclui.

A XYZ Live está comercializando as cotas de patrocínio da corrida para empresas como o Banco do Brasil, principal patrocinador do evento com apoio do Ministério do Esporte através da Lei de Incentivo ao Esporte. A XYZ Live, que investe desde sua fundação nos esportes de ação, já realizou ou produziu eventos como os X Games, a chamada olimpíada dos esportes radicais; o Red Bull X Fighters, competição de motocross na Esplanada dos Ministérios em Brasília para mais de 100 mil pessoas, e atualmente comercializa também o Jump Festival, principal evento de esportes radicais do Brasil. A empresa gerencia a carreira do hexacampeão mundial Sandro Dias, o Mineirinho, um grandes nomes do esporte em nível internacional, e Adriano de Souza, também conhecido como Mineirinho, maior nome brasileiro na história do surfe profissional.

SERVIÇO
Evento: Skate Run
Local: Praça Charles Miller
Data: 22/09
Horário: a partir das 09h30
Inscrições:
www.skaterun.com.br
Nomes como Sandro dias, Rogério Sammy e Thiago baccy , estarão marcando presença e desmistificando a separação do skate por categorias, mostrando que andar de skate é mais simples do que se pensa... pedalar e o primeiro quesito.


SKATE RUN tem realização da Confederação Brasileira de Esportes Radicais, com patrocínio do Banco do Brasil através da Lei de Incentivo ao Esporte e apoio da Secretaria de Esportes da Prefeitura Municipal de São Paulo e Confederação Brasileira de Skate. A XYZ Live é responsável pela comercialização.





5 de ago de 2013

É COISA DE MALUKO!!! OU A VACA TA LOUCA...? Hamburguer de Célula Tronco...


 
É COISA DE MALUKO!!! OU A VACA TA LOUCA...?

O primeiro hambúrguer feito em laboratório foi apresentado e degustado nesta segunda-feira, numa conferência científica em Londres. Cientistas holandeses utilizaram células retiradas de uma vaca para reconstituir os músculos de carne bovina, que foram combinados a outros ingredientes para fazer o hambúrguer.

 Os pesquisadores dizem que a tecnologia poderia ser uma forma sustentável para suprir a crescente demanda por carne.

Mas críticos da ideia dizem que comer menos carne seria o jeito mais fácil para compensar a já prevista falta de comida no mundo.

A receita

As células-tronco são as 'mestres' do corpo humano, que podem se desenvolver em tecidos em diversas formas, tais como nervos e pele.

A maioria dos centros de pesquisa atuando nessa área de estudos tenta reproduzir tecidos humanos que possam ser usados para transplantes, reparando danos em músculos, nervos e cartilagem.

Os cientistas da Holanda querem utilizar técnicas similares para produzir músculo e gordura dos alimentos.

O professor Mark Post começou extraindo células do músculo de uma vaca. No laboratório, as células são colocadas numa cultura - solução - com nutrientes para promover o crescimento e multiplicação das células.

Três semanas depois, as mais de um milhão de células-tronco geradas são divididas e colocadas em recipientes menores onde elas se tornam pequenas tiras de músculo de aproximadamente um centímetro de comprimento e apenas alguns milímetros de espessura.

As pequenas tiras são então coletadas e juntadas em pequenos montes, que então são congelados. Quando alcançam uma quantidade suficiente, elas então são descongeladas e compactadas na forma de um hambúrguer antes de serem cozidos.

Tem gosto bom?

Os cientistas tentaram recriar a carne, que inicialmente tinha a cor branca, da maneira mais autêntica possível.

A professora Helen Breewood, que atua com Post nos estudos, vem tentando fazer com que o músculo criado em laboratório fique vermelho adicionando um composto existente na carne de verdade chamado mioglobina.

'Se não se parece com a carne normal, se não tem gosto de uma carne normal, não se tornará viável', afirma Breewood.

Os primeiros resultados sugerem que o hambúrguer não terá gosto tão bom, mas Breewood espera que ele tenha um sabor 'bom o bastante'.

Mas e o Sofrimento animal? Ai fica a pergunta!!!

 

Fontes : BBC Brasil/ MSN

8 de jun de 2013

Será que o Brasil esta pronto para liberar o uso da Maconha?O Jovens Brasileiros entende para que deva servir a liberação da maconha?????


Será que o Brasil esta pronto para liberar o uso da Maconha? O Jovens Brasileiros entende para que deva servir a liberação da maconha?????

Bem, então vamos lá !!!

Em 1996 eu e alguns amigos Skatistas passeávamos em Venice Beach na Califórnia quando fomos convidados por alguns ativistas a ir até o prédio do FBI participar do evento de promulgação da proposição da lei 215 (Legalização da maconha para fins medicinais). Evento de Graça ... sabe como é, corremos para a Down Town em direção ao Federal Building.

Denis Peron ativista, skatista considerado o pai da lei  estava lá e nos recebeu com um sorriso na face, dizendo! olá Brasileiros, sejam bem vindos! Espero que entendam a nossa luta, pois um dia vocês também passaram por isso.

17 anos se passaram e hoje ao caminhar pela avenida paulista em pleno sábado dia 8 de junho de 2103 me deparo com a marcha da maconha.


Parei e tentei entender o que aquela galera estava pleiteando!!! Com certeza o debate deles esta muito longe do que vi em 1996 em Los Angeles.

Entendam um pouco mais sobre para que serve a liberação da maconha para fins medicinais nos Estados Unidos. Depois tome uma posição, será que temos capacidade cultural e de fiscalização para a liberação.

A Proposição 215, ou a Lei de Uso Compassivo de 1996 é uma lei da Califórnia que aborda  o uso de cannabis para fins medicinais . Foi promulgada, em 5 de novembro de 1996, por meio da iniciativa de um processo, e passou com 5.382.915 (55,6%) votos a favor e 4.301.960 (44,4%) contra.

A proposição da lei foi uma iniciativa em todo o estado e de autoria de Dennis Peron , Anna Boyce RN , Valerie Corral,  Dale Gieringer, Thomas Seiler, William Panzer, Scott Imler, e do psiquiatra H. Tod Mikuriya , e aprovada pelos eleitores do estado da  Califórnia. A Lei  permite que os pacientes com recomendação de um médico licenciado, ulitlisem a para uso médico pessoal, e desde então tem sido expandida para proteger um sistema de cultivo de distribuição coletiva e cooperativa.



De acordo com o Departamento de Justiça da Califórnia , Os pacientes e cultivadores qualificados de maconha  podem possuir 8 onças de maconha seca, contanto que eles possuam um cartão de identificação emitido pelo Estado. Além disso, eles só podem manter seis plantas de maconha imaturos em propriedade. O relatório também diz que os governos locais podem permitir que os pacientes ou cultivadores para ultrapassar estes níveis de base.

Além disso, fumar maconha também é limitado pela localização. O Paciente Usuário  não pode sair fumando por qualquer lugar .Também não pode fumar perto de escolas e locais de esporte, centro de recreação ou centro de juventude, em um ônibus escolar, ou em um veículo em movimento ou de barco. O uso da maconha não deve ser feito no local de trabalho ou em qualquer tipo de estabelecimentos prisionais. É importante notar que, sob a pena da Lei de Feira de Emprego e Habitação , o empregador pode demitir um empregado quando o teste for positivo para uso de maconha.

Será que nós brasileiros estamos prontos para liberar a maconha???
http://vimeo.com/67968390
 

Texto e fotos :Rogério Sammy

 

16 de mai de 2013

Skate no Afeganistão!! Ong procura Volutário para dar aulas de skate...

ONG Skateistan procura voluntário para trabalhar no país entre agosto de 2013 e janeiro de 2014

divulgação
divulgação
A ONG Skateistan vê na prática esportiva uma forma de envolver as crianças em projetos educativos
Ter moradia e alimentação pagas para andar de skate, ajudar crianças e adolescentes a praticarem o esporte e produzir vídeos sobre esta experiência não parece um mau negócio para um skatista. Se tudo isso ainda trouxer a oportunidade de conhecer o Afeganistão, melhor ainda.
Esta é a chance que a ONG internacional Skateistan oferece. A instituição, que une projetos educacionais na capital afegã Kabul à prática do skate, procura um voluntário para trabalhar por seis meses na iniciativa – entre agosto de 2013 e janeiro de 2014. Todos os gastos com a viagem serão pagos.
O escolhido deverá filmar e editar vídeos, fotografar, cuidar do blog e das redes sociais do projeto e ensinar skate. É necessário falar inglês, ter facilidade em comunicação e, é claro, conhecer muito da modalidade esportiva.
divulgação
divulgação
No Afeganistão, as meninas não podem andar de bicicleta, mas de skate, sim. Por isso, o projeto enaltece a participação delas

A ideia do Skateistan é usar o skate como forma de empoderar as crianças do país, que vivem o cotidiano da invasão das tropas americanas desde 2001. Os organizadores do projeto veem no esporte uma possibilidade de envolver a população em programas educacionais e promover uma mudança na vida delas. Uma das características que a ONG destaca é que 40% dos estudantes são meninas. “Elas não podem andar de bicicleta no Afeganistão, mas de skate, podem!”.
Se você não tem a possibilidade de viajar ao país ou não sabe andar de skate, mas ainda assim quer colaborar com o projeto, também é possível fazer voluntariado à distância. Habilidades em web design, administração, entre outras, são bem-vindas pela instituição.
Confira mais informações, em inglês, no site do Skateistan.
fonte skateistan / Catraca Livre

21 de abr de 2013

Brasil é questionado pela Casa Branca sobre implementação do sistema 4G....


O governo norte-americano questiona Brasil por considerar repetir as práticas discriminatórias no leilão de 2014 para a faixa de 700 MHz que é exigido que empresas cumpram critérios da produções nacionais para que sejam consideradas pela Anatel para concorrer a este processo.
 
Este questionamento é parte de um informe que a Casa Branca fez sobre a situação de como está o mercado das telecomunicações em todo o planeta, em que Washington aponta que o Brasil é um país que vem tendo medidas protecionistas.
Esta preocupação que a mais alta esfera política norte-americana está tendo não chega a acontecer ao acaso, conforme avaliação de norte-americanos, o leilão do ano que vem poderá ter arrecadamento 20 vezes superior ao leilão de outra faixa do 4G que foi feito no ano passado e vai ser prioridade mundial das empresas norte-americanas.
Esta faixa vai ser utilizada para os serviços de banda larga e o governo norte-americano já dá indicações que o leilão de 700 MHz vai causar maior interesse de empresas norte-americanas do que o das faixas de 450 MHz e 2.5 GHz, que também são utilizadas no 4G e que já foram leiloadas. O informe aponta que a faixa de 700 MHz é vista como mais atrativa para a indústria norte-americana, pois o mercado tanto de serviços quanto de equipamentos para essa banda é bastante superior às faixas que foram licenciadas no ano passado.
Conforme aponta a Casa Branca, os leilões de 4G no Brasil chegaram a arrecadar US$ 2,9 bilhões, e o leilão da faixa de 700 MHz pode trazer aproximadamente US$ 40 bilhões. O informe aponta que memso que não tenha sido feito um anúncio formal, há a preocupação que o país tentará fazer a inclusão da mesma exigência para o conteúdo nacional de empresas que queiram ofertas na faixa de 700 MHz.
No ano passado, o governo norte-americano fez ataques graves contra o Brasil por fazer a exigência de que empresas viessem a apresentar propostas que tivessem compromisso de que fossem produzidas peças e tecnologia no Brasil, fora os softwares e o sistema de rede. Conforme apontam os norte-americanos, a Anatel chegou a exigir que o operador chegasse a garantir que a tecnologia que fosse instalada durante os próximos dez anos contasse com 70% de peças fabricadas no Brasil.
O informe retala que fora os efeitos discriminatórios que este tipo política causa, ainda há a possibilidade que as exigências possam ter deprimido os valores que o Brasil obteve com o leilão e o Escritório de Comércio norte-americano já chegou a levantar essa preocupação junto ao Brasil, tanto de maneira bilateral quanto na OMC.

fonte> noticiaSBR

22 de mar de 2013

Dia Mundial da Água


Dia Mundial da Água .


 

A União das Nações Unidas(ONU) lança campanha para levantar tabu moral em falar sobre banheiros e "defecação ao ar livre" em países pobres.

O movimento é parte de atividades para marcar o Dia Mundial da Água.

A iniciativa visa reduzir a taxa de mortalidade de 3.000 crianças menores de cinco anos que morrem a cada dia de doenças transmitidas pela água, como a cólera disenteria e diarreia, e as 2,5 bilhões de pessoas sem acesso a um banheiro.

Fatos e dados por  sobre o impacto causado no mundo pela falta de saneamento.


Por WaterAid.org:

• Cerca de 2.000 crianças morrem por dia de doenças causadas por água suja e falta de saneamento.

• 783 milhões de pessoas no mundo vivem sem água potável, cerca de um em cada dez da população mundial.

 • 2,5 bilhões de pessoas vivem sem saneamento básico, o que é de 39 por cento da população do mundo.

 • Mais de dois bilhões de pessoas passaram a ter acesso a água potável desde 1990.

 • 37% da população mundial ainda não tem acesso a saneamento e até 2015, baixara para 33%.

 Estima-se que  a África sub-saariana , sobre as tendências atuais não é provável que tenha acesso universal ao saneamento por mais 350 anos, sendo o problema resolvido apenas em (2360).

A prática é um "fato da vida" para as centenas de milhões de pessoas cronicamente pobres que têm de ir ao banheiro ao ar livre.Você pode imaginar a falta de dignidade em torno deste ato, o risco de serem estupradas, se você é uma mulher ou uma menina sair à noite, mas também o risco de saúde para a saúde pessoal e do meio ambiente? "O Secretario Geral da  ONU aconselhou que  é necessário investir muito para Cortar pela metade o número de pessoas sem acesso à água potável até2015, o pedido foi um dos oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio sobre saúde e pobreza no conjunto de 2000.

 "Nós temos uma batalha difícil, e a questão  está ficando Muito Séria.”

Kate Norgrove, do grupo WaterAid, contou que quando  ela era professora em um vilarejo do Nepal, o banheiro higiênico era  único na escola , estava diretamente acima do pátio da escola em total visibilidade de todos".
 

 “Isto é um enorme desafio para a dignidade humana" Por aqui no Brasil, temos agua´em abundancia  porem em algumas áreas de baixa renda encontramos esgotos a céu aberto. Sem contar com a contaminação química sobre os lençóis freáticos... È Necessário que cada cidadão  do planeta repensem  suas ações...

Fonte: Aljazera
POR: RTRN

19 de fev de 2013

O Meio Ambiente Começa no Meio da Gente...

 
 
 
 
O CADES-Conselho Regional de Desenvolvimento Sustentável e Cultura de Paz, ligado à Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente e da Subprefeitura de Vila Maria-Vila Medeiros-Vila Guilherme, na Zona Norte de São Paulo, convoca eleições para os novos conselheiros civis na gestão de 2013-2015, sem direito à remuneração.


Conselho é participativo, consultivo e propositivo

Os Conselhos Regionais de Meio Ambiente, Desenvolvimento Sustentável e Cultura de Paz foram criados pela portaria 005/2007 (que foi substituída pela Lei nº 14.887 de 15 de janeiro de 2009, art. 51 a 55), objetivando inserir temáticas pertinentes ao meio ambiente, desenvolvimento sustentável e cultura de paz, no âmbito de cada Subprefeitura.
O Conselho Regional de Meio Ambiente, Desenvolvimento Sustentável e Cultura de Paz das Subprefeituras é um órgão de natureza participativa e consultiva que têm o importante papel de propor e colaborar com a formulação de políticas públicas relacionadas à proteção ambiental, à implantação de programas que fomentem a cultura de paz e à implementação da Agenda 21 Local, sempre promovendo e incentivando a participação social.
Constituído de forma bipartite, seus componentes são 50% eleitos pela sociedade civil e 50% por representantes do poder público. O mandato dos conselheiros é de dois anos, cabendo duas reconduções, por igual período.

O trabalho dos conselheiros não pode ser remunerado e é considerado serviço público relevante.
VEJA O EDITAL NO BLOG DA ZONA NORTE



 


 

15 de fev de 2013

Lugar de Lixo é na reciclagem ..PORRA!!!

 
Durante muito tempo acreditou-se que a vastidão dos oceanos seria capaz de anular todas as agressões provocadas por ações humanas. Uma série de fenômenos recentes, porém, modificou esse modo de pensar, e hoje exis­te em todo o mundo uma extrema preocupação com o ambiente marinho, cuja importância tem sido am­plamente difundida e discutida, já que ali está con­tida a quase totalidade (97%, contando os mares internos salgados) da água do planeta.

 
Entre as principais causas dos problemas ambien­tais observados nos oceanos estão os resíduos pro­venientes de atividades humanas. Esses resíduos causam impactos variados e têm origem tanto na terra quanto nos próprios mares.

 
Ir à praia atualmente pode ser uma atividade desanimadora, devido à grande quantidade de lixo na areia e na água. Entre os vários poluentes que ameaçam o ambiente marinho estão os plásticos em suas diversas formas: fios, sacos, garrafas e até grânulos, esferas de 1 a 5 mm de diâmetro, que alcançam os oceanos quando ocorrem erros no processo de produção, transporte ou uso do material.
arte: Marco Ubaldo Nogueira (in Memorian)

Devemos nos preocupar com o quesito impacto causado por plásticos...


Que praia queremos no Futuro???
AS EMPRESAS POLUIDORAS ASSUMEM A RESPONSABILIDADE??? 
VIDE CERVEJARIAS, FABRICAS DE SORVETE, SALGADINHOS REFIRGERANTES ...
 PENSEM...!!!!!

POWERED BY HARDWORLD

13 de fev de 2013





IDEIAS VERDES

POR  MONIQUE SERRANO


Dez filmes para saber mais sobre a questão ambiental

 

 1 – A Era da Estupidez
O filme se passa em 2055 e conta uma história que mistura elementos de ficção, animações ilustrativas e realidade. Em um grande arquivo isolado no Ártico está guardado todo o conhecimento produzido pela humanidade. O arquivista que conduz a narrativa do filme, interpretado por Pete Postlethwaite, questiona nossa capacidade de ação. Nos dias de hoje, a trama mostra histórias paralelas – e reais – sobre a indústria de combustíveis fósseis, desperdício, pobreza, crianças que convivem com as guerras no Oriente Médio e derretimento de geleiras.
Uma citação do filme: “Muitas ideias tentaram conquistar o mundo, mas só uma prosperou: o consumismo. Três mil propagandas nos bombardeiam diariamente dizendo que seremos mais felizes, mais atraentes.” (Dirigido por Franny Armstrong. 2009)

2 – A Enseada
Premiado em vários festivais de cinema pelo mundo e vencedor do Oscar 2010 como Melhor Documentário, o filme denuncia a matança de golfinhos na costa do Japão com imagens e dados que chocam. A maior parte é filmada na cidade de Taiji, onde a equipe enfrenta todos os tipos de perseguições e proibições para fazer imagens e coletar informações sobre o assunto. A estimativa é que 23 mil animais são mortos por ano no país. As autoridades japonesas sugerem que os golfinhos (que comem peixes) são responsáveis pelo declínio da pesca mundial e, portanto, a caça “é controle de pragas”.
Uma citação do filme: “O sorriso de um golfinho é a maior enganação da natureza. Cria a ilusão de que estão sempre felizes. Você tem que vê-los na natureza para compreender porque o cativeiro não funciona.” (Dirigido por Louie Psihoyos e Fisher Stevens. 2009)

3 – Alimentos S.A.
“O tomate não é mais um tomate, é um conceito de tomate.” Essa é uma das muitas passagens do filme Food, Inc que tenta desconstruir a imagem que temos (ou que não temos) sobre os alimentos que consumimos. A cadeia de produção, as viagens que os alimentos fazem ao redor do mundo até chegar ao prato dos consumidores, as patentes de sementes, os alimentos transgênicos, o sistema alimentar industrial, as condições de trabalho nas fábricas e os mecanismos da indústria e de preços são alguns dos assuntos abordados no filme.
Uma citação do filme: “Queremos pagar o mínimo possível pelos nossos alimentos, mas não entendemos que isso tem um custo. (…) Comer bem ficou mais caro que comer mal. São necessárias políticas para que a cenoura fique mais barata que as batatas fritas.” [Dirigido por Robert Kenner)

4 – Wall-E
Ruídos eletrônicos são a principal linguagem dos personagens robôs dessa animação que quase não têm diálogos convencionais. Depois que a Terra ficou inabitável, os seres humanos passaram a viver em uma nave espacial e deixaram robôs fazendo o serviço de limpeza na Terra. Wall-E funciona com energia solar e tem como função principal recolher e compactar lixo. De forma lúdica, traz à tona a problemática da geração de resíduos em todos os cantos do planeta – e será que um dia, com tanto lixo, seres humanos não conseguirão mais viver aqui? O filme ganhou o Oscar 2009 como Melhor Animação.
Uma citação do filme: “O número de toxinas encontradas tornou a vida na Terra impossível de se sustentar”. (Dirigido por Andrew Stanton. 2008)

5 – A História das Coisas
A História das Coisas já foi visto por mais de 7 milhões de pessoas, em 200 países. O projeto é resultado de mais de 10 anos de pesquisa sobre sistemas de produção de bens de consumo feita pela ativista ambiental Annie Leonard. Ela viajou por cerca de 40 países para entender a nossa lógica de consumo, que vai desde a extração de matérias-primas até o descarte. Annie se disse motivada a entender “um sistema baseado na destruição dos recursos naturais e na geração de lixo” e, no vídeo, passa as informações de forma bastante didática. A História das Coisas dura pouco mais de 20 minutos e está disponível na internet.
Uma citação do filme: “Estamos estragando este lugar tão rapidamente, que estamos deteriorando a própria capacidade do planeta de ter gente morando aqui.”

6 – Lixo Extraordinário
O trabalho de Vik Muniz, artista plástico brasileiro que vive nos EUA, chegou a Jardim Gramacho, um dos maiores aterros de lixo do mundo, localizado no Rio de Janeiro. A ideia era conhecer a realidade em que viviam os catadores do lugar e mostrar como o elemento básico com o qual trabalham todos os dias – o lixo – pode se transformar em arte. O interessante do projeto é que a renda acumulada com a venda de obras produzidas no local foi revertida para a própria comunidade de catadores, o que mudou a vida de muita gente. O filme expõe os impactos sociais e ambientais dos desperdícios gerados diariamente em toda a sociedade. Foi indicado ao Oscar de Melhor Documentário em 2010.
Uma citação do filme: “É tanto excesso que a coisa se transforma até em arte.” (Dirigido por João Jardim, Lucy Walker e Karen Harley)

7 – Flow
Vencedor de diversos prêmios, Flow foi apresentado na ONU como parte do 60º Aniversário da Declaração dos Direitos Humanos. O filme mostra todos os problemas originados na sociedade a partir da perspectiva do consumo de água, elemento básico para a vida humana. O documentário deixa claro que o problema de abastecimento e a lógica desse mercado não são problemas distantes: estão acontecendo agora em todo o mundo. A pergunta que o filme não cala é: Quem é o dono da água? Quem tem poder sobre ela?
Uma citação do filme: “Água é um recurso natural, é um recurso comum. Não é uma propriedade.” (Dirigido por Irena Salina, 2008).


8 – Mataram Irmã Dorothy
O documentário, lançado em 2007, é mais do que atual. Mostra o desafio de se colocar em prática projetos de desenvolvimento sustentável na região da Amazônia. Como pano de fundo, é explorada a morte da missionária norte-americana Dorothy Mae Stang, que escolheu viver no Pará para ajudar a colocar em prática o Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) na região. Criado em 1999, ele divide terras públicas ou desapropriadas em lotes destinados a comunidades e incentiva a produção auto-sustentável. Um dos objetivos é dar condições de trabalho e moradia às famílias, sem que, para isso, seja necessário o estímulo ao uso inconsequente da terra.
Uma citação do filme: “Como podemos chamar a atenção para o que está acontecendo, para que as pessoas tenham a chance de viver e aproveitar as belezas da magnitude da floresta?” (Dirigido por Daniel Junge)


9 – Home
O documentário é inteiro filmado “de cima”. As impagáveis vistas aéreas dialogam com os mais variados assuntos relacionados ao “lar” onde vivemos: a evolução dos seres humanos na escala de tempo geológica, a industrialização, a agricultura (citada no filme como a nossa primeira grande revolução), a descoberta do petróleo, as extrações de minerais, a troca de produtos entre países, os hábitos de consumo criados ao longo do tempo e os impactos que estamos vivendo com tudo isso. É um resumo da civilização humana que reúne informações como a de que, desde 1950, alteramos mais a terra do que em 200 mil anos da nossa história. O documentário foi lançado em 2009.
Uma citação do filme: “O nosso ecossistema não tem fronteiras. Onde quer que estejamos, as nossas ações terão repercussões.” (Dirigido por Yann Arthus-Bertrand).

10 – Uma Verdade Incoveniente
O documentário idealizado pelo ex-vice-presidente dos EUA Al Gore fez tanto sucesso que ganhou o Oscar de Melhor Documentário em 2007. Muito embora alguns cientistas discordem sobre as reais causas do aquecimento global, o filme traz uma análise da atual situação do clima na Terra com números importantes e algumas constatações “inconvenientes”. Al Gore propõe um olhar mais preocupado ao que está acontecendo em relação às mudanças climáticas.
Uma citação do fime: “Nossa habilidade para viver no planeta Terra para ter um futuro como civilização é um problema moral.” [Dirigido por Davis Guggenheim].

fonte:

9 de jan de 2013

LITORAL PAULISTA Mais de 58 praias pra você surfar...


Para comemorar as duzentas postagens de nosso blog preparamos um resumo sobre as praias do litoral Paulista que são boas para a pratica do surf, tudo isso  bem  ao estilo Hardworld ( Curto e Direto).
Um Feliz 2013 para todos voces que nos acompanham... Aloha!!!


 
 
Litoral Paulista

 

Mais de 58 praias pra você surfar...

Litoral Sul

SANTOS - a cidade está localizada na Baia de Santos que recebe ondulações somente do quadrante sul. todas as praias sofreram ações antrópicas que acabaram as poluindo.. No entanto os primeiros surfistas do Brasil- Jua Suplicy Hafvers, Osmar Gonçalves, Silvio Malsoni, introduziram o esporte com pranchas de Madeira oca no Canal 3 em 1938. A maioria dos picos são protegidos de todos os ventos menos do vento sul. Apesar do surf rolar em todas as praias ( quando entra um bom swell de sul ) as ondas tem melhor formação ao lado dos canais e no quebra- mar. Os melhores picos são:
 

CANAL 1 - a cerca de 100 metros do quebra-mar; direitas e esquerdas cheias e um pouco poluído. Quebra mar - Este é o principal e mais constante pico da cidade de Santos. O quebra - mar ajuda a alinhar as ondulações de sul formando boas direitas no lado esquerdo; as ondas quando estão com boa formação são longas e permitem varias manobras apesar de geralmente ser uma onda cheia. Quando entra um grande swell de sul as ondas quebram em frente ao quebra-mar com bom tamanho e uma esquerda backdoor que quebra a direita. Por ser um dos únicos picos que rola com swell pequeno e pouco vento é local de treino e de encontro dos surfista locais. Nos bons dias é possível assistir a um show de surf com vista privilegiada de cima do quebra-mar com vários surfistas com nível internacional entre eles os irmãos Salazar ( Almir e Picuruta, lendas vivas do esporte e a nova geração. Em direção ao sul e fazendo divisa com Santos fica a cidade de São Vicente que também apresenta boas ondas com as condições certas. Na praia de Itararé; a principal da cidade com um bom swell de sul e até com influencia de leste e com os bancos de areia alinhados, longas direitas lisas proporciona um surf hot dog, se não as ondas quebram irregulares. Esta protegida dos ventos sudoeste. No topo da Ilha Porchat tem se uma bela vista de toda a cidade e das praias.

PORTA DO SOL - Pico que quebra poucas vezes por ano com swells grandes de sul ou sudeste, localizado na Barra de São Vicente entre a ilha Porchat e Praia Grande, podendo chegar até 12 pés. Protegida da maioria dos ventos, com correntes fortes que dificultam o posicionamento no lineup. Os melhores momentos indicados para o surf é entre uma hora antes ou uma hora depois da maré baixar, quando as correntes estão mais fracas.. Pico para surfistas experientes.

ITAIPU - Pequena praia localizada entre São Vicente e Praia Grande passando a ponte pênsil, único acesso é a pé. Quebram boas esquerdas com swell de leste

PRAIA GRANDE - São 44 KM de praia que começa no Boqueirão ate a cidade de Itanhaen. Com swell de sul, sudeste e leste as ondas podem variar de 2 a 6 pés com boa formação dependendo dos bancos de areia. Melhores ventos - Leste ou Nordeste com fraca intensidade. Ate Itanhaen são Quilômetros e Quilômetros de casas de veraneio com bastante crowd durante feriados e ferias mas a bastante espaço no LINEUP.

MONGAGUÁ - Cidade de veraneio localizada entre Praia Grande e Itanhaém. No centro quebram boas ondas com swell de sul e leste no lado sul das pedras favorecendo as esquerdas. Crowd nos finais de semana, feriados e ferias escolares.

PIER - Em direção ao sul um píer em forma de T forma bons bancos dos dois lados da plataforma. Quebra com boas condições várias vezes por ano sendo um dos picos mais constantes do litoral sul de São Paulo. Com qualquer swell ou maré dependendo dos bancos de areia as ondas podem chegar a 6 pés ou mais .

ITANHAÉM - Cidade de veraneio a 61 KM ao sul de Santos e é o primeiro lugar onde aparecem pedras e morros cortando a costa formando varias praias pequenas, hotéis, pousadas e Surf-shops fazem de Itanhaém uma boa opção quando entra um bom swell. Crowd no verão e mesmo no inverno sempre a disputa na arrebentação com bons surfistas locais e da capital.

PRAIÃO- Pico no centro da cidade onde quebram ondas de ate 6 pés acima disso as ondas quebram longe da praia com difícil arrebentação. Direitas e esquerdas, os melhores swells são de sul e leste e ventos leste e nordeste com fraca intensidade.

PRAINHA - ou praia dos pescadores- Pequena praia com morros dos dois lados. Com qualquer swell e protegida dos ventos sul e nordeste. É um dos melhores picos de Itanhaen com ondas esquerdas no lado norte com swell de leste e favorecendo as direitas no lado sul com swell sul, um dos picos com mais crowd quando apresenta boas condições.

PRAIA DO SONHOS- ao sul da prainha separada por um morro apresenta as mesmas condições da prainha sendo a praia um pouco maior e é protegida do vento leste. Com grande ondulação as ondas quebram bem no outside.

CIBRATEL- É provavelmente o pico mais surfado quando a ondulação está pequena. O canto esquerdo é protegido dos ventos de nordeste e de leste e nos 29 KM de praia em direção ao sul é possível encontrar boas valas sendo a mais conhecida a laje das gaivotas, com fundo de pedra e melhor formação nas ondas, geralmente um pouco cheias no outside mas no inside a onda é mais oca .

PERUÍBE- Cidade localizada a 29 KM ao sul de Itanhaém, na praia do centro é grande e as condições para o surf não são uma maravilha a não ser que os bancos de areia combinados com a ondulação certa produza ondas bem formadas próximo ao quebra- mar. Um pequeno cabo (HEADLAND) protege o pico dos vento do quadrante sul e pode formar ondas tubulares predominando as diretas com ondulação de sul variando de 2 a 6 pés.

GUARAÚ- A 14 km ao sul de Peruíbe com acesso por estrada asfaltada até um pequeno vilarejo de pescadores. A praia é protegida dos ventos nordeste e sul graças ao morros que há nos dois cantos da praia Esta talvez seja a praia com acesso mais fácil e com o melhor Surf na área de Peruíbe, recebendo qualquer swell e maré chegando até 6 pés com boa formação. O pico mais surfado é o canto esquerdo. Dai em direção ao sul não a acesso de carro, por ser uma reserva ecológica não há hotéis nem pousadas são 27 km de praias acessíveis só a pé ou em alguns casos só de barco. Alguns picos com grande potencial como Arpoador, Parnapoa e Ilha do Boquet aguardam os surfistas mais aventureiros. Caramboré - Praia particular com acesso restrito entre terrenos montanhosos com estrada bem cuidada e protegida nos dois lados por morros e uma pequena saída de rio no meio da praia que oferece bom surf quando entra um bom swell de sul ou leste.

BARRA DO ÚNA - Logo após Caramboré este vilarejo se encontra já dentro da reserva Biológica da Juréia. O acesso as praias é em direção ao sul, com permissão dos oficias da reserva e apesar da disponibilidade de coisas básicas ´e aconselhável levar mantimentos, água e equipamentos se você planejar acampar ou ficar na casa de Algum pescador. Além do surf há toda a mata Atlântica a ser explorada com uma infinidade de espécies de fauna e flora. A nascente do Rio Comprido ao sul do pequeno vilarejo acessível de carro na maré baixa apresenta ondas dos dois lados do rio. Direitas e esquerdas com qualquer maré e swell podem chegar a 6 pés. Com swell de sudeste ou leste e ventos de nordeste ou leste as esquerdas são ótimas e podem oferecer algumas sessões bem tubulares. Ao sul da Barra do Una qualquer exploração deve ser feita a pé ou de barco ou de carro mais ao sul com acesso difícil por estrada de terra onde você pode chegar ao Morro da Juréia com a maré baixa. Este local marca a entrada para a reserva Biológica da Juréia pelo sul A nascente do Rio Verde bem ao norte da praia oferece um bom surf. A costa dentro da reserva foi muito pouco explorada até hoje pelos caçadores de ondas .

BARRA DA RIBEIRA- acesso via Iguape por uma estrada bem cuidada até o morro da espia e a 20 km até a balsa. Peque a balsa até a Barra da Ribeira. As condições para o surf nesta área não são das melhores e se você seguir em direção ao norte até a ponta da Juréia as condições para o surf começam a melhorar com praias com fundo mais raso. Com vento sudoeste e nordeste fracos e swell de leste abrem boas esquerdas perto da entrada do Ribeirão e o melhor surf rola com a maré baixa, se não rolam ondas com qualquer swell e maré sem muitos atrativos.

IGUÁPE - o acesso ao surf é feito por balsa cuja travessia dura por volta de 15 minutos e mais 3 Km até a praia. Os melhores pontos para o surf já que não há morros para proteger dos ventos é no final da ilha .Com swell de sul sudeste ou leste com qualquer maré podem rolar ondas com até 6 pés. Os ventos de norte e nordeste e oeste são toleráveis e não alteram muito na formação das ondas. Há varias opções de hospedagem com um hotel razoável no Balneário Viareggio ( 20 Km ao sul de Iguape) e algumas pousadas de praia e cabanas de pescadores.

CANANÉIA- Esta é a última cidade na costa sul do litoral paulista, acessível por uma estrada estadual que sai da BR 116 na altura de Jacupiranga. Cidade de pesca e veraneio com construções do século 17 e uma boa estrutura para os turistas. Cananeia é o ponto de partida para a exploração da costa norte do Estado do Paraná que é formada por varias ilhas que escondem um grande potencial com acesso feito somente de barcos que podem ser alugados em Cananéia. Não há nomes para os picos de surf nesta região .Surfistas mais Hardcores que já frequentaram esta região contam historias de grandes swells com ondas perfeitas sem crowd, as melhores opções estão na Ilha Comprida e Ilha das Pecas.


GUARUJA

Localizada na ilha de Santo Amaro com acesso via balsa por Santos ou pela rodovia Piaçaguera o Guarujá é um Importante Balneário turístico onde acontecem vários campeonatos de nível estadual nacional e até etapas válidas pelo circuito mundial. Berço de vários surfistas com projeção internacional o que faz com que o surf nesta área seja muito disputado em qualquer condição de onda. Com grande variedade de beach breaks o Guarujá recebe um grande número de surfistas da capital e da cidade de Santos que procuram esta região quando a ondulação esta de sudeste ou Leste. Com uma infinidade de opções para hospedagem existem  hotéis 5 estrelas até áreas para camping, Surf-shops , restaurantes , shopping centers e cinemas, o crowd é inevitável principalmente nos finais de semana , feriados e férias escolares durante o verão. Esta área ainda concentra alguns dos melhores shapers do Brasil com varias oficinas espalhadas pela cidade. Os melhores picos são relacionados na direção sul para norte

PRAIA DA PONTA GROSSA- Pico pouco conhecido no extremo sul da ilha do Guarujá. Acesso por estrada de terra. Pergunte a população local como chegar lá. Boas direitas quebram com swell de sul no canto direito protegido do vento Leste e sempre sem crowd.

GUAIÚBA- Pequena praia muito procurada quando entra um grande swell de sul com vento Leste as ondas são bem tubulares dando condições para o surf com até 5 pés

PRAIA DO TOMBO - Um dos melhores picos do Guarujá e palco de vários campeonatos. Localismo forte mas com respeito não há problemas . No canto direito( Canto do Forte) com swell de sul rolam ótimas direitas , já no canto esquerdo boas esquerdas no famoso Bostró com swell de Leste protegido do vento Leste . As ondas podem chegar a 8 pés principalmente no inverno ou mesmo durante o ano com swell de Leste ou sul.

PONTA DAS GALHETAS - Localizada no canto esquerdo da praia das Astúrias protegida dos ventos de sudoeste e sul e com um grande swell de sul rolam ondas predominando as direitas com até 8 pés, mas quebra poucas vezes por ano e quando isso acontece o crowd é inevitável.
 

PITANGUEIRAS- Esta praia é provavelmente mais consistente e a que concentra o maior número de surfistas por metro quadrado. Beach Break ( fundo de areia) onde várias valas dão condições mesmo nos menores swells. Nos bons dias com swell de sul sudeste ou Leste as ondas podem chegar a 7 pés com formação tolerando os ventos de nordeste .

ILHA - Entre as praias das Pitangueiras e do Maluf. Swell de sul ou Leste com até 8 pés predominando as esquerdas no lado esquerdo da ilha e direitas no lado direito . Tolera os ventos de nordeste, correntes fortes e quando o fundo esta alinhado as ondas tem nível internacional tendo em vista que o fundo é de areia, com bastante crowd nos bons dias .

MALUF- Outro point com ótimo potencial. O principal pico fica no canto esquerdo ao lado do morro que separa a praia do Maluf da praia da enseada. Funciona com swell melhor com swell de Leste ou sudeste variando de 2 a 6+ pés com qualquer maré, direitas mais curtas com sessões tubulares no inside e esquerdas mais cheias e longas, fundo de areia. Palco do tradicional HANG LOOSE CONTEST evento válido pelo circuito mundial de surf e que atrai surfistas de todo o mundo. Protegido no canto esquerdo do vento Leste.

PRAIA DA ENSEADA- Esta é sem duvida a maior praia do Guarujá. Recebe qualquer swell com qualquer maré, direitas e esquerdas com boa formação até 6 pés dependendo do fundo que cria varia valas em toda a extensão da praia . No canto norte protegido do vento Leste com um bom swell podem quebrar algumas ondas razoáveis. Muito frequentada no canto norte pelo pessoal que pratica Wind surf vela. Sem dúvida a melhor época para o surf na Enseada foi quando a prefeitura do Guarujá estava construindo um emissário submarino e que na época das obras criou um fundo alucinante onde durante certo tempo rolaram dias inesquecíveis.


PRAIA DO MAR CASADO- Pequena praia no lado sul da praia do Pernambuco. Quebra raras vezes por ano com formação adequada para o surf, mas quando isso acontece há uma onda divertida com até 4 pés Precisa de um grande swell de sul ou sudeste .

PRAIA DO PERNAMBUCO- A 8 Km do Guarujá em direção a Bertioga . Considerado melhor tubo quando apresenta as condições certas com swell de sudeste e principalmente de Leste com vento sul. Podem rolar ondas com até 8 pés , mas o melhor mesmo é entre 2 a 6 pés . Bastante crowd nos finais de semana quando a galera de Santos invade por ser uma das ondas mais procuradas pelos surfistas da Baixada Santista.

PEREQUE- Fica a 13 Km do Guarujá em direção a Bertioga . Praia de pescadores com vários restaurantes especializados em frutos do mar. Esta praia é virada para Leste e geralmente não apresenta condições para o surf, mas com uma grande ondulação de sul e ventos também de sul rola uma das mais perfeitas ondas da ilha. No canto direito há uma pequena saída de rio, a água é poluída, mas quando as condições estão boas rola uma onda tubular que pode chegar a 4 pés com excelente formação. No canto esquerdo rolam ondas com swell de sul grande ou de Leste a formação e o fundo não é dos melhores. As ondas variam de 2 a 4 pés.

PRAIA DE SÃO PEDRO- Condomínio de luxo com acesso hoje liberado. Praia alucinante com boas ondas e geralmente apresenta condições para o surf. O melhor pico e mais clássico fica no canto esquerdo, no resto da praia vários picos quebram nas valas. Melhor swell é de sudeste ou de Leste e vento sul com fraca intensidade, ai as ondas quebram com formação no meio da praia com até 6 pés . No canto esquerdo a series podem chegar a 10 pés.

PRAIA DE ITAGUAIBA- Outra praia com condomínio de luxo. Acesso liberado para visitantes. Beach Break com vários picos espalhados pela praia. Swell de Leste com vento sul direitas e esquerdas com até 6 pés.

PRAIA PRETA - Pequena praia com acesso a pé pela mesma trilha que leva a praia Branca. Protegida do vento sudoeste, e recebe melhor o swell sul com ondas de até 4 pés .


PRAIA BRANCA- Acesso ao lado da balsa que leva a Bertioga, por uma trilha através do morro. Lindo visual levando por volta de 30 minutos de caminhada. Com swell de sul predominam as direitas com até 6 pés. Com ondulação de sudeste e Leste quebram vários picos em toda a praia e no canto esquerdo. Melhor vento é de Leste. Pouco crowd devido ao difícil acesso.

 

LITORAL NORTE

BERTIOGA

Atravessando a balsa desde o Guarujá ou pela Rio -Santos em direção ao norte fica a cidade de Bertioga Balneário Turístico com construções antigas como o Forte, várias casas de veraneio , restaurantes e uma boa infra -estrutura hoteleira. Na região vários picos apresentam variadas condições para o surf. Os picos são relacionados no sentido sul para norte.

PRAIA DE BERTIOGA- Ou praia do centro . As ondas geralmente são cheias quebrando um pouco afastadas da praia nos dias maiores. Suporta o vento sul desde que com fraca intensidade, e recebe qualquer ondulação e a maré não influencia muito. As ondas variam de 2 a 6 pés .


SÃO LOURENÇO-. Hoje em dia um grande condomínio chamado Riviera de São Lourenço mudou o visual da praia . Grandes edifícios , shopping centers, e até um quebra -mar transformaram esta que era um refugio de free sufers principalmente longboards num inferno durante as temporadas. No canto direito com swell de sul predominam as direitas não muito atrativas. No meio da praia onde se localiza o condomínio a formação das ondas já melhora bastante devido ao quebra -mar que foi construído alinhando o fundo . No canto norte ou esquerdo as melhores condições são com swell de Leste e vento Leste fraco, quando boas esquerdas longas e cheias fazem a alegria dos pranchoes, podendo chegar a 8 pés com canal.


ITAGUARÈ- Bem ao lado de São Lourenço. O pico principal fica logo no canto direito , sendo possível parar o carro bem em frente ao pico na praia . Com qualquer swell desde que venha acompanhado do vento ]sul ou sem vento boas ondas com melhor formação para a direita podem chegar a 6 a 7 pés com formação para surf . Um pouco crowd nos finais de semana . Pico com canal no canto direito


BORACÉIA- Recebe qualquer ondulação e maré. Esta praia era pico de farofeiros (Turistas de um só dia ) que lotavam a praia nos finais de semana. Hoje este tipo de turismo não é permitido e as condições da praia melhoraram muito. Várias casas de veraneio e condomínios particulares garantem um crowd nos finais de semana mas sobra muito espaço na arrebentação. As ondas são geralmente cheias e quebram um

pouco afastadas da praia. A formação varia conforme o fundo mas sempre há condições para o surf.

SÃO SEBASTIÃO

BARRA DO UNA - Aqui começa o NORTH SHORE do litoral paulista. Uma das áreas mais bonitas de todo litoral Brasileiro, tendo a serra do mar bem próxima da costa, com muito verde e praias lindas com ótimo potencial para o surf. Esta região a partir da BARRA DO UNA é muito freqüentada pêlos surfistas do Estado de São Paulo, devido a variedade de picos que agradam surfistas de todos os níveis. Na Barra do Una o surf não é constante e este pico não é muito procurado. Tem seus bons dias principalmente com swell de sudeste ou leste e ventos de leste, as ondas variam de 2 a 6 pés .

PRAIA DE JUQUEI - Praia com muitas casas de veraneio e um crowd não muito pesado. Várias valas ao longo da praia garantem o surf hot dog nas ondulações menores, mas o quente mesmo e no canto direito ao lado de uma pedra no outside onde com swell de sul quebram direita longas dando condições para várias manobras.

PRAIA PRETA- Pequena praia que pode ser vista da estrada logo após a praia de Juquei. Geralmente os mais desatentos passam batido por este pico pois não é sempre que a ondas para o surf. Mas com swell de sul com média ou forte intensidade quebra uma direita com formação excelente. Quando isso acontece o número de surfistas no outside chega a ficar irritante. As ondas nos bons dias podem chegar a 5 pés, com várias sessões variando de cheias a tubulares.

BANANAS POINT- Point Break de excelente qualidade para a esquerda. Quebra raras vezes por ano com um grande swell de leste. As ondas chegam fácil a 8 pés ou mais sempre abrindo permitindo um surf de alto nível. A entrada para o outside é feita pelas pedras e a saída também fazendo deste pico um lugar para surfistas experientes. Neste último mês de maio de 1997 durante 4 dias o BANANAS POINT quebrou com excelentes condições com ondas que chegaram fácil aos 8 pés. Desde a estrada ao lado do restaurante as ilhas tem-se um lindo visual do pico.

BARRA DO SAI - Pequena praia com um rio no canto esquerdo. Visual alucinante, fundo de areia não muito constante. Com swell de sul ou de leste grande no meio da praia quebram ondas variando de 2 a 5 pés um pouco cavadas podendo nos bons dias rolar alguns s tubos no inside. O mel mesmo é na laje do Saí, localizada no canto esquerdo bem no outside. Fundo de pedra com esquerdas perfeitas que podem chegar fácil a 8 pés ou mais. Quando quebra a galera local sempre domina o pico, mas o crowd é amigável se você chegar com respeito não há problemas. O melhor swell é de leste grande. No canto esquerdo vários pescadores alugam pequenos barcos, caiaques. Você pode visitar as ilhas que ficam bem em frente a praia do Saí que são boas para o mergulho nas costeiras ou ir até um ex- secret point localizado na ilha do MONTÃO DE TRIGO - Pico
alucinante com direitas perfeitas fundo de pedra onde as ondas não fecham. Acesso só de barco. Melhor swell sudeste ou leste grande.

PRAIA DA BALEIA- Pico muito procurado pêlos surfistas quando o mar esta grande e fechando nas outras praias. No canto direito chamado Canto mágico, rolam boas ondas cheias favorecendo
muitas manobras predominando as direitas. Quebra melhor com ondulação de sudeste ou leste e vento sul. As ondas variam de 2 a 8 pés ou mais com canal. No meio da praia rolam boas ondas com swell de sul ou sudeste com boa formação até 6 pés ou mais. Pico muito freqüentado por longboards.

CAMBURI- Um dos picos mais constantes e também com um crowd as vezes violento. Vários
surfistas da capital adotaram Camburi e agem como se fossem donos do lugar. Todo cuidado é

pouco, e procure não rabear os mais neuróticos que não respeitam ninguém. Com swell de sul com média ou forte intensidade quebram boas ondas favorecendo as esquerdas no outside com 8 pés ou mais. Nos menores swells predominam as direitas mais no inside onde podem rolar alguns tubos. Os bons dias não são raros e o crowd é constante. Os melhores picos em Camburi estão no meio da praia e no canto esquerdo que sempre oferecem melhor formação nas ondas. No canto direito quebram boas direitas quando o bach wash não atrapalha. Na praia de Camburizinho rolam ondas tubulares quando o swell esta grande e fechando nas outras praias. Um pequeno rio desemboca no canto direito o que facilita o acesso ao outside. O melhor vento e terral é do quadrante leste.

PRAIA DE BOIÇUCANGA- Este pico impressiona mais pelo visual do que pelas ondas que quebram bem perto da praia não dando condições para o surf. Nos dias de grande ondulação ondas de 6 pés ou mais quebram fechando em toda a extensão bem perto da praia. No canto esquerdo raramente quebra uma onda bem hot dog para a esquerda com no máximo 4 pés. Em Boiçucanga há vários restaurantes, hotéis e pousadas para todos os gostos. E também é muito fácil você alugar casas para veraneio ou finais de semana.

PRAIA BRAVA- Acesso a pé por uma trilha através do morro que pode levar em média 30 minutos dependendo da sua disposição ou pela costeira desde o canto do Moreira em Maresias. Logo após a praia de Boiçucanga no começo da subida da serra que leva a praia de Maresias esta a entrada a direita, na duvida pergunte para os locais. Com swell de leste ou sudeste direitas e esquerdas cavadas com até 6 pés e sem crowd fazem a alegria dos mais aventureiros.

PRAIA DE MARESIAS - Antigamente as únicas atrações eram as ondas e o visual da praia. Hoje
além das ondas que continuam encantando os tube rides, a nigth se transformou numa festa. Com várias casas noturnas de ótima qualidade e altas gatas (talvez as melhores e mais gostosas do litoral)

Maresias atraiu um contingente de Mauricinhos e Patricinhas quebrando um pouco a mágica deste que é o melhor pico do Litoral paulista. Maresias tem dois picos distintos. 1- Canto do Moreira - considerada por muitos a melhor e mais tubular direita de São Paulo, podendo chegar a 10 pés fácil com grande ondulação de sul e vento leste, que é terral. Este pico fica no canto direito, com um crowd de alto nível e de velhos dinossauros geralmente donos de várias marcas de surf wear paulista. Mais para o meio da praia também com swell de sul e até com um pouco de influencia de sudeste quebram ondas com 8 pés ou mais com altos tubos fazendo o surf ficar adrenalizante e para surfistas com certa experiência. Bastante crowd nos finais de semana, feriados e férias. Hospedagem e alimentação não são problema pois Maresias apresenta uma boa infraestrutura turística.

PAUBA - Mais conhecido pelos íntimos com COCOLOCO. Pequena praia que com um grande swell de sul mostra toda sua força. Ondas impressionantes com tubos enormes quebram bem perto da praia. Este pico definitivamente não é para surfistas inexperientes a onda é pesada e o fundo muito raso. Acidentes não são raros sendo que o que mais chocou a comunidade surfistica do Brasil foi o acidente seriíssimo com o ex surfista profissional e big rider com experiência de vários invernos hawainos TAIU que por ironia do destino se acidentou em uma onda de 4 pés. Quando quebra Pauta é show com vários fotógrafos e surfistas profissionais com uma disputa acirrada no outside. Acesso logo após a praia de Maresias em direção ao norte. A partir dai várias pequenas praias oferecem ondas que quebram perto da areia e nem sempre apresentam condições para o surf. Nos bons dias com swell de sul ondas com até 6 pés quebram variando a formação conforme a maré.

PRAIA DE GUAECA- Ultima praia antes da cidade de São Sebastião que oferece ondas surfáveis. Muito procurada por surfistas desta cidade por ser a mais próxima e que geralmente da condições para o surf.Funciona com swell de sul com média ou forte intensidade ou swell de sudeste grande. Vários picos quebram em toda a extensão da praia com direitas e esquerdas com até 6 pés. As ondas apresentam melhor formação no canto direito. Vento leste é terral. .

 

UBATUBA


É uma das mais tradicionais surf cities do estado de São Paulo. Uma variedade de Beach Breaks, Point Breaks, Lages e secrets point fazem de Ubatuba um dos melhores lugares para o surf. Com uma constância de bom swells e variedade de fundos e ótimos surfistas Ubatuba é muito procurada nos finais de semana, feriados e férias. Surfistas da região de São José dos campos, Jacareí, Taubaté e da capital Paulista garantem o crowd mesmo nas menores ondulações. Ubatuba tem uma ótima infraestrutura hoteleira com hotéis, pousadas nas mais variadas praias e casas que são alugadas pela população local com preços bem acessíveis fora da alta temporada.
No verão apesar de rolarem boas ondas sem a mesma constância de outras estações milhares de turistas invadem as praias da região fazendo com que surfistas de alma procurem áreas pouco exploradas na região de Ubatuba. Isto fez com um grande número de lajes, ilhas e picos de difícil acesso fossem descobertos e guardados a 7 chaves. Os surfistas locais dominam os melhores picos como, O canto direito de Itamambuca, Félix, Saquinho na praia vermelha do sul, e outros secrets na região onde só são bem vindos os verdadeiros donos e convidados dos locais. Em Ubatuba não é raro ouvir estórias de localismo brabo que já faz parte da historia do surf nesta região. Grandes campeonatos nacionais e internacionais já trouxeram para Ubatuba os melhores surfistas do mundo. e do Brasil. Centenas de picos existem quebrando com os mais variados swells. Os mais conhecidos estarão relacionados de sul para norte ( São Paulo - Rio ) os mais secretos cabe a você procurar porque vale a pena pois a onda perfeita pode estar mais perto do que você imagina.

MARANDUBA E LAGOINHA- Com vista da estrada Rio-Santos estes dois picos tem seus bons dias swell de sudeste ou leste com vento nordeste ou norte com ondas 6 pés ou mais com formação dependendo do fundo de areia. Um pouco crowd de surfistas da região de Caraguatatuba.

PRAIA DURA - Muito procurada quando entra um grande swell de sudeste ou leste. AS ondas quebram um pouco cheias, mas parece uma rampa de skate permitindo várias manobras. Protegida do vento sudeste, as ondas podem passar dos 6 pés com boa formação. Fora isso a Praia Dura não passa de uma lagoa.

TONINHAS- Ao lado da Praia Grande separada por um pequeno morro. No canto esquerdo quebram boas ondas com swell de leste com média ou forte intensidade favorecendo as esquerdas com 6 pés ou mais, dependendo do fundo, no meio da praia as ondas são um pouco gordas mas tem também seus bons dias .No canto direito geralmente é flat mas com um grande swell de sul com vento sul predominam as direitas .

PRAIA GRANDE- UM dos picos mais constantes e crowd de Ubatuba .Boas ondas quebram no Canto esquerdo (BAGUARI) e em toda extensão da praia. Direitas com swell de sul e esquerdas com swell de leste variando de 2 a 8 pés

VERMELHA DO SUL- Beach Break onde as ondas quebram perto da areia. Varia de 2 a 6 pés, com um pouco de back wash.
Melhor ondulação é de sul para sudeste e é protegida dos ventos norte e LESTE.
No canto esquerdo ótimas ondas rolam com swell de LESTE grande quando quebra o famoso Saquinho.

PEREQUÊ-AÇÚ - Localizada no centro de Ubatuba. Pequena praia com água suja e pouco atraente para o surf. Mas quem conhece sabe que este pico pode passar de medíocre a bom tendo alguns bons dias.

VERMELHA DO NORTE- Logo após a cidade de Ubatuba. Este pico pode ser visto da estrada (RIO-SANTOS). Funciona melhor com ondulação de leste com até 6 pés. Passando disso geralmente a onda fecha. São direitas bem tubulares mas que a vezes tem a formação prejudicada devido aos BACK WASH. Bastante crowd quando oferece boas condições;


ITAMAMBÚCA- Principal pico da área de Ubatuba e um dos mais constantes sempre dando condições, mesmo nos menores dias. Localismo forte no Canto Direito onde rolam as melhores ondas com melhor formação nas direitas. Palco de vários campeonatos regionais, nacionais e internacionais Itamambuca é conhecida como uns dos melhores picos do Brasil. Com swell de sul rolam boas ondas no canto direito com até 10 pés. No meio da praia várias valas formam boas ondas para a esquerda e direita com swell de sul sudeste e leste e qualquer maré variando de 2 a 8 pés.

PRAIA DO FÉLIX- Pequena praia que pode ser vista deste a estrada bem de cima. O acesso é feito descendo o morro por uma estrada de terra que já foi bem pior. Hoje já existem algumas pousadas no Félix. No canto esquerdo quebram ótimas ondas predominando as esquerdas com bons tubos.
Melhor com swell de leste variando de 2 a 6 pés e tolera o vento sul. Quando quebra com boa formação o que não é raro o crowd chega a ser desanimador.
A partir dai uma infinidade de picos com acesso mais difícil existem até a divisa com o estado do Rio de Janeiro. PRAIA BRAVA, PRAIA DA FAZENDA, PICINGUABA, e vários secrets esperam os mais aventureiros sem falar das lajes e ilhas que oferecem boas ondas.