10 de dez de 2011

Feminismo inteligente!!!


O FEMEN (em ucraniano: Фемен) é um grupo ucraniano de protesto, fundado em 2008 com base na cidade de Kiev. A organização tornou-se notória por protestar sempre de topless abrangendo temas contra como o turismo sexual, o sexismo e outros males sociais.


A missão da "FEMEN" Movimento é criar as condições mais favoráveis para as mulheres jovens a juntar-se em um grupo social com a idéia geral do apoio mútuo e responsabilidade social, ajudando a revelar os talentos de cada membro do Movimento.


O FEMEN demonstra que os movimentos civis podem influenciar a opinião pública e pressionar os interesses de um grupo-alvo.

A intenção do grupo é se tornar o maior e mais influente do movimento feminista na Europa.
Why not the Brazilian woman can do this ???





7 de dez de 2011

Senado aprovou ontem à noite, por 59 votos a favor e 7 contra, o texto da reforma do Código Florestal.


Não podemos ser hipócritas a ponto de pensar que não impactaremos mais o meio ambiente se o código Florestal for levado ao extremo.Também não devemos ser inocentes e achar que para manter 7 bilhões de habitantes no mundo não seja necessario realizar atividades que causem impactos ambientais....
Oque falta aqui é um bom senso de ambas as partes, dos politicos que estão votando o codigo... O lob dos ruralistas é muito forte... dinheiro facil para campanha...
Pensem!!! Quem é o vilão de toda esta historia??? Na minha opinião é o Povo que, anda por ai fazendo filho que nem praga, que pensa só no consumo desenfreado e que perdeu de vez a noção do que é justo e honesto e do que é certo e é errado...
Jeitinho Brasileiro.. (QUE VERGONHA)...

Após uma intensa negociação de última hora, o Senado aprovou ontem à noite, por 59 votos a favor e 7 contra, o texto da reforma do Código Florestal. O texto, dos senadores Luiz Henrique (PMDB-SC) e Jorge Viana (PT-AC), volta agora para a Câmara dos Deputados. A versão aprovada, porém, não agradou integralmente nem ambientalistas nem ruralistas. O acordo, que prevê a recuperação de parte das áreas desmatadas, foi negociado com o aval do governo.

A proposta aprovada ontem é um meio termo entre o que os dois blocos defendiam. Ela surgiu após pressão do forte lobby de produtores de camarão - que garantiu a expansão da atividade em parte dos manguezais, na principal concessão feita em troca da aprovação da reforma do código (mais informações nesta página).
Pelo texto aprovado, dos cerca de 900 mil km2 de vegetação nativa desmatada em Áreas de Preservação Permanente (APPs) e de Reserva Legal, uma terça parte poderá ser recuperada ou compensada, de acordo com as novas regras em discussão.
O relator Jorge Viana (PT-AC) estima que o novo código exigirá a recuperação de cerca de 20 mil km2 de vegetação nativa por ano, nos próximos 20 anos. Os números não são precisos, porque dependem de informações do futuro Cadastro Ambiental Rural, que todos os produtores rurais ficarão obrigados a preencher no prazo de um ano, prorrogável por mais 12 meses.
Pelo texto, ficam mantidas para o futuro as atuais regras de proteção da vegetação nativa num porcentual de 20% a 80% das propriedades privadas do País, dependendo do bioma. Também são mantidas para o futuro as regras de proteção das APPs, de 30 metros a 500 metros às margens de rios, dependendo da largura.
Recuperação. Foi aprovado ainda que pequenos produtores, com imóveis até 4 módulos fiscais (de 20 a 400 hectares, dependendo do município) terão condições especiais de recuperação da área desmatada, a começar pela dispensa de recomposição da reserva legal. Nas APPs, os pequenos terão de recompor de 15 metros a 100 metros às margens de rios. A estimativa é de que o benefício alcançará 88% dos estabelecimentos rurais do País ou cerca de 4,5 milhões de imóveis, que ocupam pouco mais da quarta parte da área ocupada pela agricultura ou pecuária.


 
Imóveis desmatados até 2008 poderão regularizar a ocupação mediante regras que serão definidas pela União e detalhadas pelos Estados a partir de um ano após a aprovação da reforma do Código Florestal.
Novos desmatamentos ficam autorizados pelo texto aprovado, mediante licença e somente no limite da reserva legal das propriedades e em Áreas de Preservação Permanentes, desde que por utilidade pública, interesse social ou baixo impacto ambiental.
Ambientalistas ainda buscaram, sem sucesso, apoio para uma emenda que declarasse moratória a novos desmatamentos no bioma Amazônia no período de dez anos. Na Câmara, a proposta de moratória por cinco anos foi abandonada pelo relator Aldo Rebelo (PCdoB-SP) durante a negociação.
A reforma do Código voltará ao plenário da Câmara na semana que vem para concluir um debate que se arrasta há 13 anos.

fonte ; O ESTADÃO

4 de dez de 2011

Nossos sonhos não cabem em suas urnas!!!

Nos últimos dois meses tenho percebido a manifestação de alguns movimentos de jovens pela cidade de São Paulo. Talvez seja por morar próximo a Avenida Paulista e ao centro da cidade, locais considerados como grandes palcos. Palcos este de manifestações que afloraram e como conseqüências geraram mudanças.

Ontem encontrei com um grupo O ACAMPA SAMPA/OCUPA SAMPA e fui tentar entender qual é a deles!!!

Acredito que as contestações e indignações deles sejam as mesmas de toda uma sociedade que encantada pela palavra democracia, não levou em conta que democracia não deve significar sinônimo de Zona, Corrupção e falência do Estado.


O Estado tem como Obrigação, direito e ordem...

Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:

I - a soberania;

II - a cidadania;

III - a dignidade da pessoa humana;

IV - os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;

V - o pluralismo político.

Parágrafo único. Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.


Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil:

I - construir uma sociedade livre, justa e solidária;

II - garantir o desenvolvimento nacional;

III - erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais;

IV - promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.

Art. 6º São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 64, de 2010)


Um pouco sobre o movimento 15 O SP ( 15 de outubro, Ocupa Sampa)

Manifesto 1

Novos ventos sopram no mundo. A força das idéias e da organização dos povos recoloca esperanças diante da melancólica ordem imposta pelos poderosos. Uma sociedade pautada pelas regras infinitas do mercado é uma sociedade sem futuro.

O povo que se levanta em todos os continentes é rebelde por muitas causas. O autoritarismo das péssimas condições de vida somado à prisão de ser governado por regimes pseudo-representativos é o que dá o tom deste novo grito.

O atual sistema econômico, desesperado diante de sua própria crise, arranca mais e mais direitos sociais justamente de quem vive do trabalho. As elites do globo tentam transformar sua falência em mais exploração do povo.

Os regimes políticos, por sua vez, demonstram esgotamento e incapacidade total de refletir às vontades das maiorias. Hoje em dia, quem paga manda. E é assim em todas as partes, sejam elas comandadas pelas ditaduras com cara de democracia ou as democracias com corpo de ditadura.

Nas ruas e praças a população vem corrigir os desavisados: a história não acabou. Não queremos mais ser “sem-direitos”. Queremos muito. E vamos atrás desse mundo novo pois somos indignad@s. Mas não só. Somos também irredutíveis. Insaciáveis.

No Brasil
A desigualdade social é a principal marca deste país, desde que ele existe como tal. Entra governo e sai governo e essa estrutura permanece a mesma. Tudo aquilo que foi conquistado com muito sangue e suor, se desmancha com algumas canetadas nos gabinetes, negociatas nos parlamentos e com repressão nas ruas.

Os governos federal, estaduais e municipais implementam uma política de desenvolvimento com grandes projetos e megaeventos que reforçam a lógica do lucro em detrimento da qualidade de vida da população e da preservação do meio ambiente.
Quem somos

Somos muitos e diferentes. E a partir da nossa diversidade nos unificamos em torno do 15 de outubro. A juventude do mundo inteiro irá se manifestar neste dia, com suas pautas locais e seus sonhos globais. Os povos em luta no Oriente Médio, Inglaterra, Grécia, Espanha e Chile se unificam neste dia.

Os participantes dessa manifestação fizeram parte de tantas outras. São integrantes de movimentos sociais e organizações sociais, estudantes, militantes. Temos como princípio a auto-organização e o auto-financiamento. Não aceitamos dinheiro de nenhuma empresa ou entidade que vise o lucro, seja ela qual for. O movimento tem autonomia diante do Estado, das empresas e de qualquer partido, mas respeita a participação destes.

Venha participar! É hora de mostrar sua indignação com o sistema capitalista. A união de tod@s @s indgnad@s mostrará que o povo quer transformações profundas na sociedade. Queremos construir uma democracia direta e participativa. Traga sua bandeira, sua vontade e sua voz!

Veja nossas bandeiras:

Mais informações em http://15osp.org



Como Gestor Ambiental não poderia deixar de relatar as ações de um movimento social, pois  a característica principal de um profissional da área de gestão ambiental é sempre estar focado na visão sistêmica, visão esta onde o meio físico, o meio biótico  e o meio sócio econômico  são determinantes para a elaboração de um plano de recuperação ou mitigação. Chegou a hora de recuperarmos o nosso país... MOVA-SE JÀ


semeie estas sementes...


  Rogério Nogueira "Sammy"
Tec. Gestão Ambiental

19 de nov de 2011

Wood Boards! A sustentabilidade das pranchas de madeira...


Foi-se o tempo em que a indústria do surf era prejudicial ao meio ambiente com a produção de pranchas, roupas, parafina etc. Alguns surfistas estão revendo o conceito e voltando  às origens do surf, usando a história e o conhecimento dos reis Polinésios a favor da sustentabilidade:

As Pranchas de madeira são a nova coqueluche. As pranchas podem ser feitas de madeira morta, (ou seja, zero desmatamento) e Bambu (fonte renovável).

Alguns modelos de pranchas são feitas de toras de Agave (planta original da restinga), ela possui os mesmos atrativos de uma prancha convencional: peso reduzido, performance e flexibilidade para conseguir boas manobras; além disso todos os resíduos utilizados em seu processo de produção são biodegradáveis entretanto, o processo é um pouco demorado, de trinta a sessenta dias. Mas o resultado final é incrível. E como o surf é um esporte onde seu praticante tem contato direto com a natureza, nada melhor que uma prancha retirada dela.
A empresa alemã, Kun_Tiqi também defende a prática de pranchas de surf ligada à natureza.
O Sufista e Desing  Danny Hess é referência mundial em fabricar pranchas de surf. Apesar de sua fama vir dos modelos feitos de madeira, ele ainda quer ir mais longe e tenta há algum tempo a prancha sustentável. A invenção da prancha de surf sustentável substitui o poliuretano por bambu, o qual é biodegradável..
Como os adeptos do esporte sabem, as pranchas feitas nos dias de hoje comprometem a relação de sustentabilidade com o surf. Isto porque os materiais usados em suas fabricações, tais como resina, poliuretano e fibra de vidro, não apenas prejudicam a natureza como demoram muito para se decompor.
De acordo com Hess, é possível sim minimizar os impactos ao meio ambiente, sem prejudicar o desempenho do surfista. Não a toa, o norte-americano usa resina com 70% de sua base de pinheiros seiva na prancha oca, que sela os trilhos e a pele à vácuo, o que faz a mesma, ser menos agressiva ao meio ambiente.
O primeiro passo a ser tomado é usar uma espuma de base biológica, ainda não testada, para substituir o EPS. Em seguida é preciso tirar a espuma e a resina. Parece difícil, mas o californiano acredita ser possível esta idéia.
O problema seria apenas o peso. Levando em consideração as pranchinhas atuais com média de 3,5 quilos, a prancha de madeira sem casca chegaria a 5 quilos.
Além do norte-americano, outros também buscam reduzir os impactos negativos que as pranchas causam à natureza, como alguns brasileiros que já desenvolvem pranchas sustentáveis.
Assista o vídeo feito pela TV do vale do Paraiba e entenda um pouco mais sobre este processo e como os brasileiros estão atuando neste cenário sustentável ...


Aloha!!!
Por :Rogério Nogueira"Sammy"

7 de nov de 2011

Novo Código Florestal deve seguir para Plenário dia 22


Novo Código Florestal deve seguir para Plenário dia 22
O relatório do senador Jorge Viana (PT-AC) sobre o projeto de reforma do Código Florestal deve ser votado no próximo dia 22 na Comissão de Meio Ambiente (CMA), seguindo então para decisão final em Plenário. A previsão é do presidente da CMA, senador Rodrigo Rollemberg (PSD-DF), que marcou a data depois de entendimentos com Jorge Viana.

O projeto (PLC 30/2011) tramita neste momento nas comissões de Ciência e Tecnologia (CCT) e de Agricultura (CRA), onde é relatado pelo senador Luiz Henrique (PMDB-SC). A votação do relatório do senador catarinense está marcada para a próxima terça-feira (8), quando então a matéria seguirá para a CMA, última comissão antes do Plenário.

Conforme Rollemberg, Jorge Viana apresentará seu voto na CMA no dia 16, quando deve ser concedida vista coletiva e marcada a votação do texto para a semana seguinte, no dia 22. Assim como ocorreu nas comissões de Ciência e Tecnologia e de Agricultura, também na CMA deverá ser feito acordo para que, após a leitura do relatório, emendas ao texto sejam feitas por destaque, o que regimentalmente evita novo pedido de vista.

Ajustes

Rollemberg acredita que os entendimentos em torno do novo código estão praticamente concluídos, havendo espaço para poucas mudanças. Ele vê a possibilidade de alterações nas regras para as cidades e a inclusão de capítulo específico de proteção da agricultura familiar. O senador também aponta outros possíveis ajustes, como a inclusão de norma para a recuperação de Área de Preservação Permanente (APP) em rios acima de dez metros de largura.

O relatório de Luiz Henrique já prevê que, para rios com até essa largura, seja obrigatória a recomposição de apenas 15 metros de mata ciliar, e não 30 metros, que é a norma para APPs ripárias em rios com até dez metros de largura. Mas o texto é omisso quanto às regras de recomposição de matas nas margens de rios mais largos.

Audiências

Para subsidiar os senadores da CMA na votação da matéria, a comissão realizará três audiências públicas na próxima semana. Na quarta-feira (9), serão discutidas questões relativas às cidades; na quinta-feira (10), os senadores ouvem representantes dos comitês de bacias; e na sexta-feira (11), discutem a proteção das florestas.

Também visando ampliar o conhecimento sobre o assunto, será realizada uma visita ao Mato Grosso, quando os parlamentares conhecerão locais onde foram realizadas experiências bem sucedidas de recuperação de áreas de preservação.

Após a votação em Plenário, o projeto voltará para a Câmara dos Deputados, para exame das mudanças feitas pelos senadores. Os relatores Luiz Henrique e Jorge Viana trabalham para que as alterações contidas em seus votos sejam negociadas também na Câmara, para evitar a rejeição do texto. No mesmo sentido, o governo tem participado dos entendimentos, para que a Presidência da República não venha a vetar partes do projeto.

Por conta desses entendimentos, por exemplo, Luiz Henrique não acatou emendas para incluir na nova lei florestal incentivos econômicos para recuperação e manutenção de áreas florestadas. Como as fontes para o pagamento por serviços ambientais devem incluir recursos orçamentários, o governo quer tratar a questão em lei específica, a ser enviada ao Congresso.

Iara Guimarães Altafin / Agência Senado

17 de out de 2011

Eu ando eu Reciclo/ I Ride I recicle

História da Arte of Board .

Em 2004, O fundador da Art of Board, Rich Moorhead, tropeçou em alguns skates quebrados que pertenceu a seu sobrinho. Enquanto admirava a arte gráfica dos skates que seriam destinados ao aterro sanitário mais próximo da cidade de Philadelphia , houve uma conexão entre sua paixão criativa e o seu amor pelo skate. Então, ao invés de jogar no lixo os decks(shape de madeira), ele colocou suas habilidades como marceneiro para o teste e fez uma moldura.

Desde então, o conceito de Art Board tem assumido várias formas: ímãs, chaveiros, espelhos e quadros. Hoje, Art of Board evoluiu para uma teia de serviço completo e empresa de design. Em 2009, Rich, juntamente com parceiros Bruce Boul e Shaun Noon, começou a primeira das bases nacionais do movimento de reciclagem para o Skate - Eu monto eu Reciclo/ I Ride I recicle O Movimento e Eu monto eu reciclo mantém decks quebrados fora dos aterros sanitários e a a arte dos desenhos vira arte em galerias. Eles mantém um programa de reciclagem local na América do Norte, que incluem skateshops, parques e fabricantes do esportes de ação e varejistas.

Sendo o Brasil a segunda potencia no esporte ,não estaria na hora de começar a estruturar um programa sustentável parecido com este.

Fica ai a deixa para o gestores ambientais, skatistas e ambientalistas...




por: Rogério Nogueira "Sammy"

7 de out de 2011

Pro Rad - Jump Festival define os amadores classificados para as finais do Skate

A Oitava edição do Pro Rad - Jump Festival tem novo formato e novo conceito.
Este ano a Organização resolveu pretigiar o skate amador.Nada mais usto doque conceber a um skatista amador o direito de poder participar em uma Jam Session com a Lenda Viva do Skate Mundial " Tony Hawk " e seus amigos convidados: Sandro Dias " Mineirinho",Sergio Fortunato " Negão" dentre outras feras do skate nacional...

Pro Rad - Jump Festival define os amadores classificados para as finais do Skate

Finais das modalidades Street e Vert acontecem neste sábado. No Vert, o campeão conquistará o direito de participar da exibição com Tony Hawk e Sandro Dias

Os finalistas do Skate Vert amador e do Skate Street amador foram conhecidos na noite desta sexta-feira (07/10), durante a oitava edição do Pro Rad - Jump Festival, no complexo do ginásio do Ibirapuera, em São Paulo (SP). No Vert, o campeão, além de toda premiação (troféu, peças, vestuário e Ipad), ganhará a oportunidade de participar de uma exibição especial com a participação de Tony Hawk, maior lenda da história da modalidade, Sandro Dias, hexacampeão mundial de skate vert, o norte-americano Kevin Staab e os brasileiro Lincoln Ueda e Sergio Negão.
Dez atletas passaram para a final do Vert, que acontecerá neste sábado (08/10) a partir das 9h00. Raul Roger, atual líder do ranking do Pro Rad - Jump Festival, comemorou muito a liderança no dia e confessou que, se levar o título, estará realizando um sonho de infância.
"Eu estou confiante. Espero amanhã andar bem e ficar calmo para não errar. A expectativa de andar com o Tony Hawk é grande. Então vou dar meu máximo para estar lá no domingo e fazer bonito. Se eu chegar lá, não posso fazer feio", revelou o atleta de apenas 17 anos de idade. "Vou tentar dormir bem hoje e parar de pensar nisso. Desde os sete anos, quando comecei, eu já sonhava andar com o Tony Hawk. Espero que possa ser realizado na demo", concluiu.
Já no Skate Street, a fórmula de disputa será diferente. Haverá semifinais e final, ambas no sábado, a partir das 13h00. Entre os mais de 100 participantes da competição amadora, cinco skatistas se classificaram direto para a final (primeiro ao quinto), enquanto outros dez atletas (sexto ao 15º) vão fazer cinco semifinais, no sistema homem x homem, para definir os outros cinco atletas que participarão da decisão.

Acostumado a disputar o Pro Rad - Jump Festival, Claudio da Silva Carvalho, que ficou em terceiro lugar na primeira etapa da modalidade no ano, em Jacareí (SP), se classificou para as semifinais. "A gente já está acostumado com essa fórmula de disputa. Não me assusta a ideia de disputar homem contra homem. Estou acostumado e tenho fé que vou chegar à final", disse o atleta, que elogiou o alto nível de atletas na competição "O nível estava altíssimo. Todo mundo estava andando bem. Não me adaptei tão bem à pista, mas estou feliz de estar fazendo parte dessa semifinal", finalizou.

 
Classificados no Skate Vertical amador:



1-Raul Roger

2-Matheus Santos

3-Murilo dos Santos

4-Maykin Rocatelo

5-Gabriel Machado

6-Ricardo Nicolete

7-Jeremias Ramos

8-Luiz Henrique

9-Marcello Colella

10-Adilson Aquino



Classificados do Skate Street amador:



Finalistas

1-Oseas Borges

2-Silas Ribeiro

3-Jonathan Vieira

4-Kauê Figueiredo

5-Diego Fontes



Semifinalistas

6-Igor Smith

7-Felipe Marcondes

8-Antonio Carlos Junior

9-Kaue Cossa

10-Sergio Santoro

11-Thomas Henrique

12-Claudio Carvalho

13-Hermiogenes Dias

14-Jonathan Melhado

15-Willian Damasceno



Confira abaixo a programação do skate street e do skate vert no Jump Festival:

Sábado, 08 de outubro

10h00 às 11h00 - Skate Vert amador - Final

11h00 às 14h00 - Tony Hawk & Sandro Dias Session - Reconhecimento de pista

13h00 às 14h00 - Skate Street amador - Semifinais

14h00 às 15h00 - Skate Street amador - Final



Domingo, 09 de outubro

09h00 às 12h00 - Tony Hawk & Sandro Dias Session

Serviço:

Oitava edição do Pro Rad - Jump Festival

Data: De 06 a 09 de outubro

Local: Ginásio do Ibirapuera - Rua Manoel da Nóbrega, Nº 1.361 - Ibirapuera, São

Paulo (SP)

Inscrições: No próprio local do evento. Gratuitas e limitadas.

Credenciamento de imprensa: Pelo e-mail press@xyzlive.com.br



Curta o Pro Rad - Jump Festival no Facebook: http://www.facebook.com/#!/jumpfestival.



Siga o Pro Rad - Jump Festival no Twitter: http://www.twitter.com/jumpfestival.



Acesse o site da Confederação Brasileira de Esportes Radicais: www.cber.com.br .

O Pro Rad - Jump Festival é organizado pela CBER (Confederação Brasileira de Esportes Radicais) com chancela do Ministério do Esporte, através da Lei de Incentivo ao Esporte e patrocinado por Redecard, Atento, Riachuelo, LG, Quiksilver, DC Shoes e Skinka (etapas de Bike e Skate) e Petrobras (FMX). O evento conta com o apoio do Governo do Estado e da Prefeitura da Cidade de São Paulo, e tem a TV Globo, o Metro Jornal e a Rádio Oi FM como parceiros de mídia. A comercialização do evento é da XYZ Live.
Mais informações para a imprensa:

XYZ Live Press

Rodolpho Siqueira / Mariana Viegas / Marcus Lellis / Carol Almirón / Cleber Bernuci

11. 3144-9975/74

11. 7283-3715

press@xyzlive.com.br



Assessoria de Imprensa CBER

Gustavo Coelho

(11) 7785-8100

imprensa@cber.com.br

JUMP FESTIVAL-Pistas são abertas para treinos iniciais dos competidores de todas as modalidades...


A procura para inscrições foi grande no primeiro dia de atividades do Jump Festival em São Paulo

O Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo (SP), está preparado para receber o Jump Festival, que será realizado neste fim de semana. As pistas foram abertas para os primeiros treinos de FMX, BMX street, BMX vert, skate street e skate vert.

Desde o começo da tarde, um grande número de atletas amadores compareceram ao ginásio para se inscrever de forma gratuita nas competições do Jump Festival. Eles puderam treinar nas pistas montadas no Ibirapuera e já sentiram a dificuldade que enfrentarão para apresentar boas manobras aos juízes dos campeonatos.

Quem também esteve no local foi Sandro Dias, que fará uma exibição ao lado de Tony Hawk, maior nome do skate de todos os tempos, o norte-americano Kevin Staab, os brasileiros Lincoln Ueda e Sérgio Negão e o atleta campeão na disputa entre os amadores. O hexacampeão mundial de skate vert aproveitou para andar um pouco no half pipe em que será atração durante sua performance com Tony no domingo (09/10), com transmissão ao vivo no Esporte Espetacular, da TV Globo.

3 de out de 2011

Jump Festival anuncia programação em São Paulo




Com Tony Hawk e Sandro Dias, Jump Festival anuncia programação em São Paulo

Evento oferece entrada gratuita e reúne mais de 300 atletas em seis disputas radicais em skates, bikes e motos, além de uma demo com os maiores nomes do skate mundial

A oitava edição do Jump Festival, que acontecerá no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, anunciou sua programação para o encontro do próximo final de semana. Entre os dias 6 e 9 de outubro, serão realizadas competições de dois circuitos: o Brasileiro de FMX, para atletas profissionais; e o Nacional de Bike e Skate, que compreende disputas nas modalidades street e vertical, para amadores. A entrada é gratuita.



O evento terá ainda uma competição de de BMX street para profissionais, e uma sessão de exibição no skate vertical com Tony Hawk, maior nome do skate de todos os tempos, Sandro Dias, hexacampeão mundial de skate vert, o americano Kevin Staab, e o atleta campeão na disputa entre os amadores.



As inscrições dos atletas são gratuitas e limitadas e poderão ser feitas no próprio local da competição, no horário do primeiro treino de cada modalidade.



Confira abaixo a programação completa do Jump Festival:



Quinta-feira, 06 de outubro

09h00 às 13h00 - FMX - Treino

13h00 às 16h00 - BMX Vert amador - Treino

13h00 às 16h00 - Skate Street amador - Treino

14h00 às 18h00 - BMX Street amador - Treino

16h00 às 18h00 - Skate Vert amador - Treino

18h00 às 21h00 - BMX Street profissional - Treino



Sexta-feira, 07 de outubro

08h00 às 10h00 - FMX - Treino

10h00 às 13h00 - FMX - Eliminatória

11h00 às 16h00 - BMX Street amador - Eliminatória

15h00 às 18h00 - Skate Vert amador - Eliminatória

15h00 às 16h00 - BMX Street amador - Final

16h00 às 17h00 - BMX Street amador - Super Final

16h00 às 20h00 - Skate Street amador - Eliminatória

17h00 às 20h00 - BMX Street profissional - Treino

19h00 às 20h00 - BMX Vert amador - Eliminatória

20h00 às 21h00 - BMX Vert amador - Final



Sábado, 08 de outubro

08h00 às 09h00 - FMX - Treino

09h00 às 10h45 - FMX - Final

10h00 às 11h00 - Skate Vert amador - Final

11h00 às 14h00 - Tony Hawk & Sandro Dias Session - Reconhecimento de pista

13h00 às 14h00 - Skate Street amador - Semifinais

14h00 às 15h00 - Skate Street amador - Final

14h00 às 15h00 - Skate Vert amador - Super Final

14h00 às 15h00 - BMX Street profissional - Treino

15h00 às 17h00 - BMX Street profissional - Eliminatória



Domingo, 09 de outubro

09h00 às 12h00 - BMX Street profissional - Aquecimento / Final

09h00 às 12h00 - Tony Hawk & Sandro Dias Session

Serviço:

Oitava edição do Jump Festival

Data: De 06 a 09 de outubro

Local: Ginásio do Ibirapuera - Rua Manoel da Nóbrega, Nº 1.361 - Ibirapuera, São Paulo (SP)

Acesse o site da Confederação Brasileira de Esportes Radicais: www.cber.com.br .
O Jump Festival é organizado pela CBER (Confederação Brasileira de Esportes Radicais) com chancela do Ministério do Esporte, através da Lei de Incentivo ao Esporte e patrocinado por Redecard, Atento, Riachuelo, LG, Quiksilver, DC Shoes e Skinka (etapas de Bike e Skate) e Petrobras (FMX). O evento conta com o apoio do Governo do Estado e da Prefeitura da Cidade de São Paulo, e tem a TV Globo, o Metro Jornal e a Rádio Oi FM como parceiros de mídia. A comercialização do evento é da XYZ Live.



Mais informações para a imprensa:

XYZ Live Press

Rodolpho Siqueira / Mariana Viegas / Marcus Lellis / Carol Almirón / Cleber Bernuci

11. 31449975 / 74 - 11. 72833715

press@xyzlive.com.br





ESTAMOS DEBUTANDO...

ESTAMOS DEBUTANDO...
VERDURADA ESPECIAL - 15 ANOS DE HARDCORE!!!


Nós sabemos que toda Verdurada é especial. Mas algumas são mais especiais do que as outras. É o caso desta edição. Para comemorar nada mais nada menos do que 15 anos desde a primeira edição em 1996, foram convocadas cinco bandas que em épocas diferentes marcaram a história do evento.

Além da reunião exclusiva do I SHOT CYRUS e da volta do CARAHTER aos palcos hardcoreanos de São Paulo, temos GOOD INTENTIONS, BUSSCOPS E STILL STRONG, três das bandas straightedge/hardcore mais atuantes da cidade e todas intimamente ligadas à história da Verdurada.

Juntas as cinco bandas representam todas as gerações que passaram pelo palco do Jabaquara e além. O fato é que esta é uma Verdurada só com “atrações principais”. TODAS as bandas poderiam estar fechando a noite e a ordem abaixo é apenas de idade.
Seguindo a mesma temática, teremos também uma prévia do documentário "Hardcore 90 - Uma História Oral", produzido pelo velho amigo Marcelo Fonseca, que durante todos estes anos esteve conosco à frente de bandas como Constrito, Diáspora, O Cúmplice e L'Enfer.

Ninguém que esteve na Verdurada de 10 anos se esqueceu do épico último show do Point Of No Return. Portanto não perca a oportunidade de fazer história novamente desta vez. E que venham mais quinze!!!

E MAIS:

- Jantar VEGetariANO grátis e venda de material independente.- Por favor, sem cigarros e sem álcool.

O QUE MAIS?

1- Por favor, sem álcool, drogas ou cigarro dentro do local do evento.

2- Nada de alimentos que contenham produtos de origem animal.

3- Banquinhas de livros, cds, fanzines e material independente e divergente a preços populares, mesmo!

4- Venda de comida vegetariana, desde hambúrgueres, coxinhas, kibes, até bolos, tortas, bombons.

5- Os shows acabarão antes das onze e meia da noite, para que os espectadores possam se valer do sistema público de transporte.

6- Todo o dinheiro arrecadado com os ingressos será utilizado para pagar as despesas com o evento (transporte das bandas, locação do espaço, divulgação, locação da aparelhagem de som e luz).

7- Após os custos, o dinheiro dos ingressos será utilizada em campanhas públicas de assuntos ligados aos interesses do Coletivo Verdurada, como vegetarianismo ético, práticas de democracia direta, questões políticas e sociais.

E VEM AI O DIA DO VEGANO

No dia 1º de novembro comemora-se o Dia Internacional Vegano, que celebra o estilo de vida das pessoas estritamente vegetarianas, isto é, aquelas que não consomem produtos de origem animal (nenhum tipo de carne, ovos, leite e laticínios, além de produtos de vestuário como peles, couro e camurça). O estilo de vida vegano também condena a exploração de animais para experiências em laboratórios, e para o entretenimento humano em circos, zoológicos e rodeios. Nós, veganos, acreditamos que seja possível viver em harmonia com os animais, sem causar-lhes sofrimento para atender a desejos mesquinhos de nossa espécie.

A cada dia que passa, ouvimos falar mais e mais sobre vegetarianismo. Revistas, jornais, programas de TV, nesses últimos tempos, têm amplamente publicado sobre este assunto polêmico. Quase sempre, as discussões giram em torno da questão da saúde. Porém, há muitas outras razões, além da saúde, para que comecemos a considerar seriamente uma mudança em nossos hábitos na direção do vegetarianismo.

20 de set de 2011

O empreendedorismo e as novidades sustentáveis do primeiro mundo.

Algumas novidades sustentáveis do primeiro mundo.

Quando falamos em sustentabilidade falamos também em educação e comprometimento.
A sociedade Brasileira esta vivenciando hoje a evolução mundial da onda verde. Idéias, projetos, atitudes e soluções adotadas em outros países acabam virando pauta e assunto de moda aqui no Brasil.
 A verdadeira sustentabilidade deve estar focada na interpretação do diagnostico e necessidades do ambiente local.

Tentar adequar situações externas ao ambiente local pode acabar gerando impactos ao invés dos resultados sustentáveis previstos. Para que isto não ocorra é necessário que haja o entendimento sistêmico sobre o meio ambiente a ser trabalhado.
 Quando falamos em educação ambiental associamos a matéria á idade infantil, isto não significa nem postula que a matéria deva ser aplicada apenas aos mais novos... A educação ambiental cabe a todas as idades, cores e culturas.

Partindo deste principio o pessoal lá de Huntington Beach Califórnia –USA, pois a cabeça para funcionar analisou as necessidade locais e desenvolveu um produto verde adequado as necessidades do local.
Para deixar de consumir lenha durante o inverno na Califórnia, foi desenvolvido um tipo de insumo para ser queimado a base de derivados de celulose reciclada (folhas de papel e outros tipos não que não servem para o processo de reciclagem de papel). Este material agregado a parafina e vela recicladas acabam formando um composto com combustão ecologicamente correta.
Alem de ser consumido nas lareiras e fogueiras o produto não emite odor e resíduos de fumaça escura, gerando menos propagação de co2 na atmosfera.

A implementação deste produto no mercado local e uma ação de empreendedorismo sustentável segmentada ao territorialismo.
Isto não significa que a implementação desta mesma ação faça sucesso em outro local.
O engajamento no estudo das variaveis e questões ambientais locais é de suma importancia para o sucesso do projeto.

Mais informações acessem www.earth-log.com
Fotos e texto Rogério Nogueira “Sammy”

11 de set de 2011

2ª CONFERÊNCIA PAULISTA DE GESTÃO AMBIENTAL



Gestão Ambiental

2ª CPGA

2ª CONFERÊNCIA PAULISTA DE GESTÃO AMBIENTAL

 
REALIZAÇÃO:

 
CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA - JUNDIAÍ

ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE GESTORES AMBIENTAIS - APGAM

DIAS: 16 E 17 DE SETEMBRO DE 2011





INSCRIÇÕES: https://docs.google.com/spreadsheet/viewform?formkey=dE5EVEl5NlVqODc1VjNzZV9NY0pkYm

5 de set de 2011

OTTAWA UMA CIDADE SUSTENTÁVEL...

O Ambiente Municipal

 

A cidade de OTTAWA em Ontario Canada , continua a crescer, a demanda por serviços municipais está sempre a aumentar. Ao mesmo tempo, o impacto ambiental das atividades populacinais deve ser reduzida.

A cidade adotou uma forte agenda inter-departamental ambiental para fazer a sua parte melhorando e preservando o meio ambiente de Ottawa. Cada setor de operações da cidade está envolvida na agenda ambiental. A cidade está empenhada no desenvolvimento e implementação de políticas ambientais para proteger o ambiente de Ottawa para as gerações vindouras e para o desenvolvimento de programas para facilitar a adoção de tecnologias ambientalmente amigáveis e práticas.



Ficando mais verde: No Caminho da Sustentabilidade



Diretório de Iniciativas Ambientais




O ambiente nos sustenta. É uma rede vivos complexos cuja diversidade suporta a nossa existência, tanto visível e invisível. Contribui para o nosso prazer da vida através greenspaces e água, é essencial para a vitalidade do nosso sistema de produção de alimentos.

As cidades têm um grande efeito sobre o meio ambiente. Quanto mais entendermos esse impacto, melhor estamos a minimizar-la. Ottawa, como todos os municípios responsáveis, está à procura de maneiras de ser economicamente viável ainda têm uma menor pegada ecológica. Nos proximos 20anos, a iniciativa, público e socila de Ottawa formaram um conselho pessoal que preza por sete princípios para guiar o progresso e manter Ottawa como uma cidade sustentável e inteligente. A Estratégia Ambiental de Ottawa (aprovada pelo Conselho em 2003) declara que Ottawa: será uma cidade verde e ambientalmente sensíveis.



O que significa isso?

A Estratégia Ambiental tem quatro objetivos principais:

Para ser uma cidade verde onde greenspace é preservado e melhorado o Desenvolvimento deve estar em harmonia com a natureza através de um planejamento melhor do ecossistema e design.

Um foco em caminhadas, ciclismo e trânsito, promovendo escolhas de transporte sustentável. Ar limpo, água e terra, como o uso de recursos, resíduos, emissões e uso de energia são reduzidos.

Ottawa e seus cidadãos tem o compromisso de monitorar a melhoria contínua durante o processo que perdura de 20 em 20anos.Este diretório analisa os progressos até à data e relaciona os programas que estão ajudando a cumprir os objectivos 20/20.

As iniciativas e programas estão agrupados em quatro metas da Estratégia Ambiental. Muitas das iniciativas, como as normas de construção verde, contribuem para mais de um dos gols, mas são listados apenas uma vez. Metas que foram estabelecidas nos planos e estratégias existentes também são observados.

 texto e fotos: RogérioT.R Nogueira " Sammy"



11 de ago de 2011

Circuito Universitário de Skate 2011

É com grande satisfação que finalmente divulgamos as datas e locais definidos para a realização do Circuito Universitário de Skate 2011. Assim como no ano passado, o circuito será overall e formado por quatro etapas, sendo três classificatórias e a grande final.


 
A primeira etapa já será neste mês de Agosto, no dia 21 (domingo), na Praça do Morumbi, numa disputa de Game-of-Skate. A segunda etapa será durante a Virada Esportiva no dia 17 de Setembro (sábado), no Vale do Anhangabaú, no já tradicional skateplaza que integra uma pista de street ao “bloco do meio”. No dia 22 de Outubro (sábado), acontece a terceira etapa, no Banks do CEU Butantã. A grande final reúne os 10 melhores de cada categoria e acontece no dia 20 de Novembro (domingo), no Skate City.

As categorias continuam as mesmas, seguindo a classificação da CBSK: Profissional, Amador I, Estreante (Amador II) e Feminino I. Para participar do evento, é necessário estar matriculado ou ser formado em qualquer instituição de ensino superior credenciado pelo MEC.

Os documentos necessários para fazer a inscrição são: documento de identidade e comprovante de matrícula. Para facilitar o processo de inscrição e fazer reserva da vaga, pedimos que os atletas mandem esses dados com antecedência para o e-mail skate@sumatramkt.com.br, para que no dia eles apenas preencham a ficha e façam o pagamento da inscrição.


O Circuito Universitário de Skate é uma realização da Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação, e conta com patrocínios da NEFF Headwear e Fusion, apoio KYW Boardstore, DeuceBrand, Action Store, Mad Rats e Skate City. Cobertura CemporcentoSKATE, ESPN, Skate Paradise, Jornal BLEH! e UOL. Oficialização: Confederação Brasileira de Skate - CBSK

31 de jul de 2011

o skate vintage de 1966 encenado no filme brinquedo do Diabo .


Toy Rouli-Roulant/The Diabo (1966) dirigido por Claude Jutra


15 minutos

Rouli-roulant (o Brinquedo do Diabo) é um documentário poético sobre skatistas adolescentes realizados na área Westmount de Montreal em 1966. Tomá-lo como uma metáfora para o separatismo francês, ou para o espírito livre dos jovens - de qualquer forma e a representação para o primeiro filme de skate feito no Canadá, se não em qualquer lugar. "Foi desaprovado pela polícia e por adultos , mas o skate deu os jovens que dominam a técnica  uma sensação emocionante de velocidade insuperável por qualquer esporte, pavimento outros meios afins. Este filme capta a exuberância de meninos e meninas que têm o tempo de suas vidas em roda livre a locomoção downhill "- NFB








25 de jul de 2011

ÁGUAS DE SÃO PEDRO comemora seu aniversário presenteando a região com o SKATEBROTHERS DOWNHILL CLASSIC IV




Rolou neste ultimo final de semana(23 e 24 de julho) o Quarto Skate brothers Downhill Classic. Realizado na cidade de Águas de São Pedro o Campeonato de downhill slide e longboard, fez parte das comemorações de aniversário da cidade.


Válido para o ranking nacional, o evento recebeu atletas de todos os cantos do País. Em uma ladeira desafiadora com o asfalto novinho, clima composto por um sol de inverno e uma equipe técnica de ponta, a Gás Inflamável e a Prefeitura de Águas de São Pedro presentearam o publico presente com um final de semana de muita alegria e imagens plásticas.
O evento foi um sucesso, sinônimo disto foi á contemplação com mais uma estrela para a classificação no ranking da CBSK.
(Confederação Brasileira de Skate).


Assistam o vídeo no youtube e vejam um pouco do que rolou no SKATEBROTHERS DOWNHILL CLASSIC IV.








por: RTRN "SAMMY"