9 de jan de 2013

LITORAL PAULISTA Mais de 58 praias pra você surfar...


Para comemorar as duzentas postagens de nosso blog preparamos um resumo sobre as praias do litoral Paulista que são boas para a pratica do surf, tudo isso  bem  ao estilo Hardworld ( Curto e Direto).
Um Feliz 2013 para todos voces que nos acompanham... Aloha!!!


 
 
Litoral Paulista

 

Mais de 58 praias pra você surfar...

Litoral Sul

SANTOS - a cidade está localizada na Baia de Santos que recebe ondulações somente do quadrante sul. todas as praias sofreram ações antrópicas que acabaram as poluindo.. No entanto os primeiros surfistas do Brasil- Jua Suplicy Hafvers, Osmar Gonçalves, Silvio Malsoni, introduziram o esporte com pranchas de Madeira oca no Canal 3 em 1938. A maioria dos picos são protegidos de todos os ventos menos do vento sul. Apesar do surf rolar em todas as praias ( quando entra um bom swell de sul ) as ondas tem melhor formação ao lado dos canais e no quebra- mar. Os melhores picos são:
 

CANAL 1 - a cerca de 100 metros do quebra-mar; direitas e esquerdas cheias e um pouco poluído. Quebra mar - Este é o principal e mais constante pico da cidade de Santos. O quebra - mar ajuda a alinhar as ondulações de sul formando boas direitas no lado esquerdo; as ondas quando estão com boa formação são longas e permitem varias manobras apesar de geralmente ser uma onda cheia. Quando entra um grande swell de sul as ondas quebram em frente ao quebra-mar com bom tamanho e uma esquerda backdoor que quebra a direita. Por ser um dos únicos picos que rola com swell pequeno e pouco vento é local de treino e de encontro dos surfista locais. Nos bons dias é possível assistir a um show de surf com vista privilegiada de cima do quebra-mar com vários surfistas com nível internacional entre eles os irmãos Salazar ( Almir e Picuruta, lendas vivas do esporte e a nova geração. Em direção ao sul e fazendo divisa com Santos fica a cidade de São Vicente que também apresenta boas ondas com as condições certas. Na praia de Itararé; a principal da cidade com um bom swell de sul e até com influencia de leste e com os bancos de areia alinhados, longas direitas lisas proporciona um surf hot dog, se não as ondas quebram irregulares. Esta protegida dos ventos sudoeste. No topo da Ilha Porchat tem se uma bela vista de toda a cidade e das praias.

PORTA DO SOL - Pico que quebra poucas vezes por ano com swells grandes de sul ou sudeste, localizado na Barra de São Vicente entre a ilha Porchat e Praia Grande, podendo chegar até 12 pés. Protegida da maioria dos ventos, com correntes fortes que dificultam o posicionamento no lineup. Os melhores momentos indicados para o surf é entre uma hora antes ou uma hora depois da maré baixar, quando as correntes estão mais fracas.. Pico para surfistas experientes.

ITAIPU - Pequena praia localizada entre São Vicente e Praia Grande passando a ponte pênsil, único acesso é a pé. Quebram boas esquerdas com swell de leste

PRAIA GRANDE - São 44 KM de praia que começa no Boqueirão ate a cidade de Itanhaen. Com swell de sul, sudeste e leste as ondas podem variar de 2 a 6 pés com boa formação dependendo dos bancos de areia. Melhores ventos - Leste ou Nordeste com fraca intensidade. Ate Itanhaen são Quilômetros e Quilômetros de casas de veraneio com bastante crowd durante feriados e ferias mas a bastante espaço no LINEUP.

MONGAGUÁ - Cidade de veraneio localizada entre Praia Grande e Itanhaém. No centro quebram boas ondas com swell de sul e leste no lado sul das pedras favorecendo as esquerdas. Crowd nos finais de semana, feriados e ferias escolares.

PIER - Em direção ao sul um píer em forma de T forma bons bancos dos dois lados da plataforma. Quebra com boas condições várias vezes por ano sendo um dos picos mais constantes do litoral sul de São Paulo. Com qualquer swell ou maré dependendo dos bancos de areia as ondas podem chegar a 6 pés ou mais .

ITANHAÉM - Cidade de veraneio a 61 KM ao sul de Santos e é o primeiro lugar onde aparecem pedras e morros cortando a costa formando varias praias pequenas, hotéis, pousadas e Surf-shops fazem de Itanhaém uma boa opção quando entra um bom swell. Crowd no verão e mesmo no inverno sempre a disputa na arrebentação com bons surfistas locais e da capital.

PRAIÃO- Pico no centro da cidade onde quebram ondas de ate 6 pés acima disso as ondas quebram longe da praia com difícil arrebentação. Direitas e esquerdas, os melhores swells são de sul e leste e ventos leste e nordeste com fraca intensidade.

PRAINHA - ou praia dos pescadores- Pequena praia com morros dos dois lados. Com qualquer swell e protegida dos ventos sul e nordeste. É um dos melhores picos de Itanhaen com ondas esquerdas no lado norte com swell de leste e favorecendo as direitas no lado sul com swell sul, um dos picos com mais crowd quando apresenta boas condições.

PRAIA DO SONHOS- ao sul da prainha separada por um morro apresenta as mesmas condições da prainha sendo a praia um pouco maior e é protegida do vento leste. Com grande ondulação as ondas quebram bem no outside.

CIBRATEL- É provavelmente o pico mais surfado quando a ondulação está pequena. O canto esquerdo é protegido dos ventos de nordeste e de leste e nos 29 KM de praia em direção ao sul é possível encontrar boas valas sendo a mais conhecida a laje das gaivotas, com fundo de pedra e melhor formação nas ondas, geralmente um pouco cheias no outside mas no inside a onda é mais oca .

PERUÍBE- Cidade localizada a 29 KM ao sul de Itanhaém, na praia do centro é grande e as condições para o surf não são uma maravilha a não ser que os bancos de areia combinados com a ondulação certa produza ondas bem formadas próximo ao quebra- mar. Um pequeno cabo (HEADLAND) protege o pico dos vento do quadrante sul e pode formar ondas tubulares predominando as diretas com ondulação de sul variando de 2 a 6 pés.

GUARAÚ- A 14 km ao sul de Peruíbe com acesso por estrada asfaltada até um pequeno vilarejo de pescadores. A praia é protegida dos ventos nordeste e sul graças ao morros que há nos dois cantos da praia Esta talvez seja a praia com acesso mais fácil e com o melhor Surf na área de Peruíbe, recebendo qualquer swell e maré chegando até 6 pés com boa formação. O pico mais surfado é o canto esquerdo. Dai em direção ao sul não a acesso de carro, por ser uma reserva ecológica não há hotéis nem pousadas são 27 km de praias acessíveis só a pé ou em alguns casos só de barco. Alguns picos com grande potencial como Arpoador, Parnapoa e Ilha do Boquet aguardam os surfistas mais aventureiros. Caramboré - Praia particular com acesso restrito entre terrenos montanhosos com estrada bem cuidada e protegida nos dois lados por morros e uma pequena saída de rio no meio da praia que oferece bom surf quando entra um bom swell de sul ou leste.

BARRA DO ÚNA - Logo após Caramboré este vilarejo se encontra já dentro da reserva Biológica da Juréia. O acesso as praias é em direção ao sul, com permissão dos oficias da reserva e apesar da disponibilidade de coisas básicas ´e aconselhável levar mantimentos, água e equipamentos se você planejar acampar ou ficar na casa de Algum pescador. Além do surf há toda a mata Atlântica a ser explorada com uma infinidade de espécies de fauna e flora. A nascente do Rio Comprido ao sul do pequeno vilarejo acessível de carro na maré baixa apresenta ondas dos dois lados do rio. Direitas e esquerdas com qualquer maré e swell podem chegar a 6 pés. Com swell de sudeste ou leste e ventos de nordeste ou leste as esquerdas são ótimas e podem oferecer algumas sessões bem tubulares. Ao sul da Barra do Una qualquer exploração deve ser feita a pé ou de barco ou de carro mais ao sul com acesso difícil por estrada de terra onde você pode chegar ao Morro da Juréia com a maré baixa. Este local marca a entrada para a reserva Biológica da Juréia pelo sul A nascente do Rio Verde bem ao norte da praia oferece um bom surf. A costa dentro da reserva foi muito pouco explorada até hoje pelos caçadores de ondas .

BARRA DA RIBEIRA- acesso via Iguape por uma estrada bem cuidada até o morro da espia e a 20 km até a balsa. Peque a balsa até a Barra da Ribeira. As condições para o surf nesta área não são das melhores e se você seguir em direção ao norte até a ponta da Juréia as condições para o surf começam a melhorar com praias com fundo mais raso. Com vento sudoeste e nordeste fracos e swell de leste abrem boas esquerdas perto da entrada do Ribeirão e o melhor surf rola com a maré baixa, se não rolam ondas com qualquer swell e maré sem muitos atrativos.

IGUÁPE - o acesso ao surf é feito por balsa cuja travessia dura por volta de 15 minutos e mais 3 Km até a praia. Os melhores pontos para o surf já que não há morros para proteger dos ventos é no final da ilha .Com swell de sul sudeste ou leste com qualquer maré podem rolar ondas com até 6 pés. Os ventos de norte e nordeste e oeste são toleráveis e não alteram muito na formação das ondas. Há varias opções de hospedagem com um hotel razoável no Balneário Viareggio ( 20 Km ao sul de Iguape) e algumas pousadas de praia e cabanas de pescadores.

CANANÉIA- Esta é a última cidade na costa sul do litoral paulista, acessível por uma estrada estadual que sai da BR 116 na altura de Jacupiranga. Cidade de pesca e veraneio com construções do século 17 e uma boa estrutura para os turistas. Cananeia é o ponto de partida para a exploração da costa norte do Estado do Paraná que é formada por varias ilhas que escondem um grande potencial com acesso feito somente de barcos que podem ser alugados em Cananéia. Não há nomes para os picos de surf nesta região .Surfistas mais Hardcores que já frequentaram esta região contam historias de grandes swells com ondas perfeitas sem crowd, as melhores opções estão na Ilha Comprida e Ilha das Pecas.


GUARUJA

Localizada na ilha de Santo Amaro com acesso via balsa por Santos ou pela rodovia Piaçaguera o Guarujá é um Importante Balneário turístico onde acontecem vários campeonatos de nível estadual nacional e até etapas válidas pelo circuito mundial. Berço de vários surfistas com projeção internacional o que faz com que o surf nesta área seja muito disputado em qualquer condição de onda. Com grande variedade de beach breaks o Guarujá recebe um grande número de surfistas da capital e da cidade de Santos que procuram esta região quando a ondulação esta de sudeste ou Leste. Com uma infinidade de opções para hospedagem existem  hotéis 5 estrelas até áreas para camping, Surf-shops , restaurantes , shopping centers e cinemas, o crowd é inevitável principalmente nos finais de semana , feriados e férias escolares durante o verão. Esta área ainda concentra alguns dos melhores shapers do Brasil com varias oficinas espalhadas pela cidade. Os melhores picos são relacionados na direção sul para norte

PRAIA DA PONTA GROSSA- Pico pouco conhecido no extremo sul da ilha do Guarujá. Acesso por estrada de terra. Pergunte a população local como chegar lá. Boas direitas quebram com swell de sul no canto direito protegido do vento Leste e sempre sem crowd.

GUAIÚBA- Pequena praia muito procurada quando entra um grande swell de sul com vento Leste as ondas são bem tubulares dando condições para o surf com até 5 pés

PRAIA DO TOMBO - Um dos melhores picos do Guarujá e palco de vários campeonatos. Localismo forte mas com respeito não há problemas . No canto direito( Canto do Forte) com swell de sul rolam ótimas direitas , já no canto esquerdo boas esquerdas no famoso Bostró com swell de Leste protegido do vento Leste . As ondas podem chegar a 8 pés principalmente no inverno ou mesmo durante o ano com swell de Leste ou sul.

PONTA DAS GALHETAS - Localizada no canto esquerdo da praia das Astúrias protegida dos ventos de sudoeste e sul e com um grande swell de sul rolam ondas predominando as direitas com até 8 pés, mas quebra poucas vezes por ano e quando isso acontece o crowd é inevitável.
 

PITANGUEIRAS- Esta praia é provavelmente mais consistente e a que concentra o maior número de surfistas por metro quadrado. Beach Break ( fundo de areia) onde várias valas dão condições mesmo nos menores swells. Nos bons dias com swell de sul sudeste ou Leste as ondas podem chegar a 7 pés com formação tolerando os ventos de nordeste .

ILHA - Entre as praias das Pitangueiras e do Maluf. Swell de sul ou Leste com até 8 pés predominando as esquerdas no lado esquerdo da ilha e direitas no lado direito . Tolera os ventos de nordeste, correntes fortes e quando o fundo esta alinhado as ondas tem nível internacional tendo em vista que o fundo é de areia, com bastante crowd nos bons dias .

MALUF- Outro point com ótimo potencial. O principal pico fica no canto esquerdo ao lado do morro que separa a praia do Maluf da praia da enseada. Funciona com swell melhor com swell de Leste ou sudeste variando de 2 a 6+ pés com qualquer maré, direitas mais curtas com sessões tubulares no inside e esquerdas mais cheias e longas, fundo de areia. Palco do tradicional HANG LOOSE CONTEST evento válido pelo circuito mundial de surf e que atrai surfistas de todo o mundo. Protegido no canto esquerdo do vento Leste.

PRAIA DA ENSEADA- Esta é sem duvida a maior praia do Guarujá. Recebe qualquer swell com qualquer maré, direitas e esquerdas com boa formação até 6 pés dependendo do fundo que cria varia valas em toda a extensão da praia . No canto norte protegido do vento Leste com um bom swell podem quebrar algumas ondas razoáveis. Muito frequentada no canto norte pelo pessoal que pratica Wind surf vela. Sem dúvida a melhor época para o surf na Enseada foi quando a prefeitura do Guarujá estava construindo um emissário submarino e que na época das obras criou um fundo alucinante onde durante certo tempo rolaram dias inesquecíveis.


PRAIA DO MAR CASADO- Pequena praia no lado sul da praia do Pernambuco. Quebra raras vezes por ano com formação adequada para o surf, mas quando isso acontece há uma onda divertida com até 4 pés Precisa de um grande swell de sul ou sudeste .

PRAIA DO PERNAMBUCO- A 8 Km do Guarujá em direção a Bertioga . Considerado melhor tubo quando apresenta as condições certas com swell de sudeste e principalmente de Leste com vento sul. Podem rolar ondas com até 8 pés , mas o melhor mesmo é entre 2 a 6 pés . Bastante crowd nos finais de semana quando a galera de Santos invade por ser uma das ondas mais procuradas pelos surfistas da Baixada Santista.

PEREQUE- Fica a 13 Km do Guarujá em direção a Bertioga . Praia de pescadores com vários restaurantes especializados em frutos do mar. Esta praia é virada para Leste e geralmente não apresenta condições para o surf, mas com uma grande ondulação de sul e ventos também de sul rola uma das mais perfeitas ondas da ilha. No canto direito há uma pequena saída de rio, a água é poluída, mas quando as condições estão boas rola uma onda tubular que pode chegar a 4 pés com excelente formação. No canto esquerdo rolam ondas com swell de sul grande ou de Leste a formação e o fundo não é dos melhores. As ondas variam de 2 a 4 pés.

PRAIA DE SÃO PEDRO- Condomínio de luxo com acesso hoje liberado. Praia alucinante com boas ondas e geralmente apresenta condições para o surf. O melhor pico e mais clássico fica no canto esquerdo, no resto da praia vários picos quebram nas valas. Melhor swell é de sudeste ou de Leste e vento sul com fraca intensidade, ai as ondas quebram com formação no meio da praia com até 6 pés . No canto esquerdo a series podem chegar a 10 pés.

PRAIA DE ITAGUAIBA- Outra praia com condomínio de luxo. Acesso liberado para visitantes. Beach Break com vários picos espalhados pela praia. Swell de Leste com vento sul direitas e esquerdas com até 6 pés.

PRAIA PRETA - Pequena praia com acesso a pé pela mesma trilha que leva a praia Branca. Protegida do vento sudoeste, e recebe melhor o swell sul com ondas de até 4 pés .


PRAIA BRANCA- Acesso ao lado da balsa que leva a Bertioga, por uma trilha através do morro. Lindo visual levando por volta de 30 minutos de caminhada. Com swell de sul predominam as direitas com até 6 pés. Com ondulação de sudeste e Leste quebram vários picos em toda a praia e no canto esquerdo. Melhor vento é de Leste. Pouco crowd devido ao difícil acesso.

 

LITORAL NORTE

BERTIOGA

Atravessando a balsa desde o Guarujá ou pela Rio -Santos em direção ao norte fica a cidade de Bertioga Balneário Turístico com construções antigas como o Forte, várias casas de veraneio , restaurantes e uma boa infra -estrutura hoteleira. Na região vários picos apresentam variadas condições para o surf. Os picos são relacionados no sentido sul para norte.

PRAIA DE BERTIOGA- Ou praia do centro . As ondas geralmente são cheias quebrando um pouco afastadas da praia nos dias maiores. Suporta o vento sul desde que com fraca intensidade, e recebe qualquer ondulação e a maré não influencia muito. As ondas variam de 2 a 6 pés .


SÃO LOURENÇO-. Hoje em dia um grande condomínio chamado Riviera de São Lourenço mudou o visual da praia . Grandes edifícios , shopping centers, e até um quebra -mar transformaram esta que era um refugio de free sufers principalmente longboards num inferno durante as temporadas. No canto direito com swell de sul predominam as direitas não muito atrativas. No meio da praia onde se localiza o condomínio a formação das ondas já melhora bastante devido ao quebra -mar que foi construído alinhando o fundo . No canto norte ou esquerdo as melhores condições são com swell de Leste e vento Leste fraco, quando boas esquerdas longas e cheias fazem a alegria dos pranchoes, podendo chegar a 8 pés com canal.


ITAGUARÈ- Bem ao lado de São Lourenço. O pico principal fica logo no canto direito , sendo possível parar o carro bem em frente ao pico na praia . Com qualquer swell desde que venha acompanhado do vento ]sul ou sem vento boas ondas com melhor formação para a direita podem chegar a 6 a 7 pés com formação para surf . Um pouco crowd nos finais de semana . Pico com canal no canto direito


BORACÉIA- Recebe qualquer ondulação e maré. Esta praia era pico de farofeiros (Turistas de um só dia ) que lotavam a praia nos finais de semana. Hoje este tipo de turismo não é permitido e as condições da praia melhoraram muito. Várias casas de veraneio e condomínios particulares garantem um crowd nos finais de semana mas sobra muito espaço na arrebentação. As ondas são geralmente cheias e quebram um

pouco afastadas da praia. A formação varia conforme o fundo mas sempre há condições para o surf.

SÃO SEBASTIÃO

BARRA DO UNA - Aqui começa o NORTH SHORE do litoral paulista. Uma das áreas mais bonitas de todo litoral Brasileiro, tendo a serra do mar bem próxima da costa, com muito verde e praias lindas com ótimo potencial para o surf. Esta região a partir da BARRA DO UNA é muito freqüentada pêlos surfistas do Estado de São Paulo, devido a variedade de picos que agradam surfistas de todos os níveis. Na Barra do Una o surf não é constante e este pico não é muito procurado. Tem seus bons dias principalmente com swell de sudeste ou leste e ventos de leste, as ondas variam de 2 a 6 pés .

PRAIA DE JUQUEI - Praia com muitas casas de veraneio e um crowd não muito pesado. Várias valas ao longo da praia garantem o surf hot dog nas ondulações menores, mas o quente mesmo e no canto direito ao lado de uma pedra no outside onde com swell de sul quebram direita longas dando condições para várias manobras.

PRAIA PRETA- Pequena praia que pode ser vista da estrada logo após a praia de Juquei. Geralmente os mais desatentos passam batido por este pico pois não é sempre que a ondas para o surf. Mas com swell de sul com média ou forte intensidade quebra uma direita com formação excelente. Quando isso acontece o número de surfistas no outside chega a ficar irritante. As ondas nos bons dias podem chegar a 5 pés, com várias sessões variando de cheias a tubulares.

BANANAS POINT- Point Break de excelente qualidade para a esquerda. Quebra raras vezes por ano com um grande swell de leste. As ondas chegam fácil a 8 pés ou mais sempre abrindo permitindo um surf de alto nível. A entrada para o outside é feita pelas pedras e a saída também fazendo deste pico um lugar para surfistas experientes. Neste último mês de maio de 1997 durante 4 dias o BANANAS POINT quebrou com excelentes condições com ondas que chegaram fácil aos 8 pés. Desde a estrada ao lado do restaurante as ilhas tem-se um lindo visual do pico.

BARRA DO SAI - Pequena praia com um rio no canto esquerdo. Visual alucinante, fundo de areia não muito constante. Com swell de sul ou de leste grande no meio da praia quebram ondas variando de 2 a 5 pés um pouco cavadas podendo nos bons dias rolar alguns s tubos no inside. O mel mesmo é na laje do Saí, localizada no canto esquerdo bem no outside. Fundo de pedra com esquerdas perfeitas que podem chegar fácil a 8 pés ou mais. Quando quebra a galera local sempre domina o pico, mas o crowd é amigável se você chegar com respeito não há problemas. O melhor swell é de leste grande. No canto esquerdo vários pescadores alugam pequenos barcos, caiaques. Você pode visitar as ilhas que ficam bem em frente a praia do Saí que são boas para o mergulho nas costeiras ou ir até um ex- secret point localizado na ilha do MONTÃO DE TRIGO - Pico
alucinante com direitas perfeitas fundo de pedra onde as ondas não fecham. Acesso só de barco. Melhor swell sudeste ou leste grande.

PRAIA DA BALEIA- Pico muito procurado pêlos surfistas quando o mar esta grande e fechando nas outras praias. No canto direito chamado Canto mágico, rolam boas ondas cheias favorecendo
muitas manobras predominando as direitas. Quebra melhor com ondulação de sudeste ou leste e vento sul. As ondas variam de 2 a 8 pés ou mais com canal. No meio da praia rolam boas ondas com swell de sul ou sudeste com boa formação até 6 pés ou mais. Pico muito freqüentado por longboards.

CAMBURI- Um dos picos mais constantes e também com um crowd as vezes violento. Vários
surfistas da capital adotaram Camburi e agem como se fossem donos do lugar. Todo cuidado é

pouco, e procure não rabear os mais neuróticos que não respeitam ninguém. Com swell de sul com média ou forte intensidade quebram boas ondas favorecendo as esquerdas no outside com 8 pés ou mais. Nos menores swells predominam as direitas mais no inside onde podem rolar alguns tubos. Os bons dias não são raros e o crowd é constante. Os melhores picos em Camburi estão no meio da praia e no canto esquerdo que sempre oferecem melhor formação nas ondas. No canto direito quebram boas direitas quando o bach wash não atrapalha. Na praia de Camburizinho rolam ondas tubulares quando o swell esta grande e fechando nas outras praias. Um pequeno rio desemboca no canto direito o que facilita o acesso ao outside. O melhor vento e terral é do quadrante leste.

PRAIA DE BOIÇUCANGA- Este pico impressiona mais pelo visual do que pelas ondas que quebram bem perto da praia não dando condições para o surf. Nos dias de grande ondulação ondas de 6 pés ou mais quebram fechando em toda a extensão bem perto da praia. No canto esquerdo raramente quebra uma onda bem hot dog para a esquerda com no máximo 4 pés. Em Boiçucanga há vários restaurantes, hotéis e pousadas para todos os gostos. E também é muito fácil você alugar casas para veraneio ou finais de semana.

PRAIA BRAVA- Acesso a pé por uma trilha através do morro que pode levar em média 30 minutos dependendo da sua disposição ou pela costeira desde o canto do Moreira em Maresias. Logo após a praia de Boiçucanga no começo da subida da serra que leva a praia de Maresias esta a entrada a direita, na duvida pergunte para os locais. Com swell de leste ou sudeste direitas e esquerdas cavadas com até 6 pés e sem crowd fazem a alegria dos mais aventureiros.

PRAIA DE MARESIAS - Antigamente as únicas atrações eram as ondas e o visual da praia. Hoje
além das ondas que continuam encantando os tube rides, a nigth se transformou numa festa. Com várias casas noturnas de ótima qualidade e altas gatas (talvez as melhores e mais gostosas do litoral)

Maresias atraiu um contingente de Mauricinhos e Patricinhas quebrando um pouco a mágica deste que é o melhor pico do Litoral paulista. Maresias tem dois picos distintos. 1- Canto do Moreira - considerada por muitos a melhor e mais tubular direita de São Paulo, podendo chegar a 10 pés fácil com grande ondulação de sul e vento leste, que é terral. Este pico fica no canto direito, com um crowd de alto nível e de velhos dinossauros geralmente donos de várias marcas de surf wear paulista. Mais para o meio da praia também com swell de sul e até com um pouco de influencia de sudeste quebram ondas com 8 pés ou mais com altos tubos fazendo o surf ficar adrenalizante e para surfistas com certa experiência. Bastante crowd nos finais de semana, feriados e férias. Hospedagem e alimentação não são problema pois Maresias apresenta uma boa infraestrutura turística.

PAUBA - Mais conhecido pelos íntimos com COCOLOCO. Pequena praia que com um grande swell de sul mostra toda sua força. Ondas impressionantes com tubos enormes quebram bem perto da praia. Este pico definitivamente não é para surfistas inexperientes a onda é pesada e o fundo muito raso. Acidentes não são raros sendo que o que mais chocou a comunidade surfistica do Brasil foi o acidente seriíssimo com o ex surfista profissional e big rider com experiência de vários invernos hawainos TAIU que por ironia do destino se acidentou em uma onda de 4 pés. Quando quebra Pauta é show com vários fotógrafos e surfistas profissionais com uma disputa acirrada no outside. Acesso logo após a praia de Maresias em direção ao norte. A partir dai várias pequenas praias oferecem ondas que quebram perto da areia e nem sempre apresentam condições para o surf. Nos bons dias com swell de sul ondas com até 6 pés quebram variando a formação conforme a maré.

PRAIA DE GUAECA- Ultima praia antes da cidade de São Sebastião que oferece ondas surfáveis. Muito procurada por surfistas desta cidade por ser a mais próxima e que geralmente da condições para o surf.Funciona com swell de sul com média ou forte intensidade ou swell de sudeste grande. Vários picos quebram em toda a extensão da praia com direitas e esquerdas com até 6 pés. As ondas apresentam melhor formação no canto direito. Vento leste é terral. .

 

UBATUBA


É uma das mais tradicionais surf cities do estado de São Paulo. Uma variedade de Beach Breaks, Point Breaks, Lages e secrets point fazem de Ubatuba um dos melhores lugares para o surf. Com uma constância de bom swells e variedade de fundos e ótimos surfistas Ubatuba é muito procurada nos finais de semana, feriados e férias. Surfistas da região de São José dos campos, Jacareí, Taubaté e da capital Paulista garantem o crowd mesmo nas menores ondulações. Ubatuba tem uma ótima infraestrutura hoteleira com hotéis, pousadas nas mais variadas praias e casas que são alugadas pela população local com preços bem acessíveis fora da alta temporada.
No verão apesar de rolarem boas ondas sem a mesma constância de outras estações milhares de turistas invadem as praias da região fazendo com que surfistas de alma procurem áreas pouco exploradas na região de Ubatuba. Isto fez com um grande número de lajes, ilhas e picos de difícil acesso fossem descobertos e guardados a 7 chaves. Os surfistas locais dominam os melhores picos como, O canto direito de Itamambuca, Félix, Saquinho na praia vermelha do sul, e outros secrets na região onde só são bem vindos os verdadeiros donos e convidados dos locais. Em Ubatuba não é raro ouvir estórias de localismo brabo que já faz parte da historia do surf nesta região. Grandes campeonatos nacionais e internacionais já trouxeram para Ubatuba os melhores surfistas do mundo. e do Brasil. Centenas de picos existem quebrando com os mais variados swells. Os mais conhecidos estarão relacionados de sul para norte ( São Paulo - Rio ) os mais secretos cabe a você procurar porque vale a pena pois a onda perfeita pode estar mais perto do que você imagina.

MARANDUBA E LAGOINHA- Com vista da estrada Rio-Santos estes dois picos tem seus bons dias swell de sudeste ou leste com vento nordeste ou norte com ondas 6 pés ou mais com formação dependendo do fundo de areia. Um pouco crowd de surfistas da região de Caraguatatuba.

PRAIA DURA - Muito procurada quando entra um grande swell de sudeste ou leste. AS ondas quebram um pouco cheias, mas parece uma rampa de skate permitindo várias manobras. Protegida do vento sudeste, as ondas podem passar dos 6 pés com boa formação. Fora isso a Praia Dura não passa de uma lagoa.

TONINHAS- Ao lado da Praia Grande separada por um pequeno morro. No canto esquerdo quebram boas ondas com swell de leste com média ou forte intensidade favorecendo as esquerdas com 6 pés ou mais, dependendo do fundo, no meio da praia as ondas são um pouco gordas mas tem também seus bons dias .No canto direito geralmente é flat mas com um grande swell de sul com vento sul predominam as direitas .

PRAIA GRANDE- UM dos picos mais constantes e crowd de Ubatuba .Boas ondas quebram no Canto esquerdo (BAGUARI) e em toda extensão da praia. Direitas com swell de sul e esquerdas com swell de leste variando de 2 a 8 pés

VERMELHA DO SUL- Beach Break onde as ondas quebram perto da areia. Varia de 2 a 6 pés, com um pouco de back wash.
Melhor ondulação é de sul para sudeste e é protegida dos ventos norte e LESTE.
No canto esquerdo ótimas ondas rolam com swell de LESTE grande quando quebra o famoso Saquinho.

PEREQUÊ-AÇÚ - Localizada no centro de Ubatuba. Pequena praia com água suja e pouco atraente para o surf. Mas quem conhece sabe que este pico pode passar de medíocre a bom tendo alguns bons dias.

VERMELHA DO NORTE- Logo após a cidade de Ubatuba. Este pico pode ser visto da estrada (RIO-SANTOS). Funciona melhor com ondulação de leste com até 6 pés. Passando disso geralmente a onda fecha. São direitas bem tubulares mas que a vezes tem a formação prejudicada devido aos BACK WASH. Bastante crowd quando oferece boas condições;


ITAMAMBÚCA- Principal pico da área de Ubatuba e um dos mais constantes sempre dando condições, mesmo nos menores dias. Localismo forte no Canto Direito onde rolam as melhores ondas com melhor formação nas direitas. Palco de vários campeonatos regionais, nacionais e internacionais Itamambuca é conhecida como uns dos melhores picos do Brasil. Com swell de sul rolam boas ondas no canto direito com até 10 pés. No meio da praia várias valas formam boas ondas para a esquerda e direita com swell de sul sudeste e leste e qualquer maré variando de 2 a 8 pés.

PRAIA DO FÉLIX- Pequena praia que pode ser vista deste a estrada bem de cima. O acesso é feito descendo o morro por uma estrada de terra que já foi bem pior. Hoje já existem algumas pousadas no Félix. No canto esquerdo quebram ótimas ondas predominando as esquerdas com bons tubos.
Melhor com swell de leste variando de 2 a 6 pés e tolera o vento sul. Quando quebra com boa formação o que não é raro o crowd chega a ser desanimador.
A partir dai uma infinidade de picos com acesso mais difícil existem até a divisa com o estado do Rio de Janeiro. PRAIA BRAVA, PRAIA DA FAZENDA, PICINGUABA, e vários secrets esperam os mais aventureiros sem falar das lajes e ilhas que oferecem boas ondas.