22 de set de 2013

Skate Run faz festa da mobilidade e do esporte em São Paulo

Skate Run faz festa da mobilidade e do esporte em São Paulo
Maior corrida e passeio de skate do mundo reúne 4.087 pessoas entre profissionais e amadores, celebra Dia Mundial Sem Carro e coroa Rodrigo Steinbach como primeiro vencedor
No Dia Mundial Sem Carro, São Paulo se transformou na capital mundial do skate. Mais de quatro mil pessoas participaram neste domingo (22) da primeira e histórica edição do Skate Run, maior corrida e passeio de skate do mundo, realizada em cenários tradicionais da capital paulista.

A largada aconteceu na Praça Charles Miller, com o trajeto passando pela Avenida Pacaembu (sentido centro) e seguindo pelo Largo Padre Péricles, Elevado Costa e Silva, até chegar ao Memorial da América Latina. Foram dois traçados: 8 km para atletas profissionais e amadores e 3 km para quem queria apenas curtir as ruas de São Paulo fechadas para o trânsito. Crianças, idosos, familiares, skatistas de diversos matizes fizeram a festa do esporte e da mobilidade. A chuva leve que caiu nas primeiras horas da madrugada não afugentou os participantes, que foram divididos em grupos de 100 skatistas para a largada sequenciada. Às 8h30, hora da partida do grupo de elite, a Praça Charles Miller, em frente ao Estádio do Pacaembu, ainda recebia participantes, que continuaram chegando até as 9h40, momento da última largada.

No trajeto de 8 km, um dos grandes desafios na parte física dos atletas foi a subida do Elevado Costa e Silva, o famoso Minhocão. Já o momento de maior adrenalina foi na ladeira da Rua Tagipurú, que levava ao pórtico de chegada, onde os participantes atingiam grande velocidade, ajudados pelo embalo da descida.

Grande desempenho - Em 20min29s minutos, Rodrigo Steinbach, mais conhecido como "Rato", cruzou a linha de chegada com um desempenho impressionante. O skatista de 26 anos, especialista na categoria Downhill Slide, literalmente esmagou a concorrência, chegando bem à frente dos rivais.

"Foi demais!", celebrou. "Muita ‘vibe’! Essa é a vibe verdadeira do skate, com uma galera demais, um circuito animal, uma organização show. Foi a maior corrida que o Brasil já viu e me sinto honrado em ter vencido", afirmou Rato, que ressaltou o clima de confraternização entre os competidores. "A competição fica por último, pois a amizade vem na frente. Torcemos uns para os outros e buscamos todos crescer juntos."

Com a vitória, Steinbach faturou um vale-compras de R$ 200 da Centauro e, principalmente, uma viagem para o X Games Foz do Iguaçu 2014: "Tá brincando. Sério? Isso está melhor que a Mega Sena!"

Devido à variedade de estilos do skatismo, alguns competidores tiveram dificuldades para se adaptar. E alguns com muito sucesso. Foi o caso de Pedro Henrique Barboza, o "Pedro Medula", terceiro colocado, que cruzou a linha com algumas escoriações: "Sou do skate de velocidade [categoria Speed], e esta corrida é de resistência, então acabei me excedendo um pouco. Caí uma vez sozinho na reta, com a perna cansada, e depois em uma rampa. Nas duas vezes, consegui levantar e continuar. E posso dizer: foi irado!"

Ferinha paranaense - Com apenas 16 anos, Georgia Bontorin foi a primeira mulher a completar a prova, no meio do pelotão de cerca de 50 atletas profissionais. Apesar da pouca idade, Georgia veio do Paraná para competir, fazendo bonito ao terminar entre os 20 melhores, o que impressionou bastante os espectadores e, certamente, inspirou a criançada que acompanhou a prova. "Foi muito legal, com muitos atletas. Foi muito cansativo, mas cheguei no meio dos meninos e por isso estou muito feliz".

Depois dos profissionais, foi a vez dos atletas amadores. E o que mais se via eram pais com filhos e grupos de amigos, confraternizando, celebrando a chegada e aproveitando para conhecer seus ídolos do skate. "No fim, essa competição foi só um pretexto para reunir milhares de praticantes do skate, na cidade que concentra a maior quantidade de skatistas no país - são mais de 400 mil", disse Fernando Amaral, o Batman, pentacampeão brasileiro de skate e padrinho do evento. "Esse encontro foi algo sensacional, e vemos isso pela reação dos principais competidores. Alguns deles são campeões mundiais com larga experiência no exterior - e só têm elogios para essa iniciativa. Eles têm razão, é preciso colocar os skates na rua e trazer mais praticantes para o esporte", finaliza.

Resultado - Confira os cinco melhores na categoria Profissional 8k: 1) Rodrigo "Rato" Steinbach, 2) Murilo Bombom, 3) Pedro Henrique "Medula" Barboza, 4) Kauê Mesaque, 5) Daniel Feitosa.


SKATE RUN tem realização da Confederação Brasileira de Esportes Radicais, com patrocínio do Banco do Brasil através da Lei de Incentivo ao Esporte e apoio da Secretaria de Esportes da Prefeitura Municipal de São Paulo e Confederação Brasileira de Skate. A XYZ Live é responsável pela comercialização.

3 de set de 2013

VEM AI O SKATE RUN a maior corrida de skate do mundo

VEM AI O SKATE RUN
a maior corrida de skate do mundo
 
São Paulo recebera no dia 22 de setembro, o Skate Run, primeira corrida de longo percurso de nível nacional da modalidade, que contará também com uma versão para família e lazer. O encontro, que pode reunir 10 mil praticantes em São Paulo, maior centro do skate no país, pretende também chamar a atenção do público para o skate como opção de mobilidade em grandes centros. As inscrições são gratuitas e já podem ser realizadas no endereço skaterun.com.br.

Realizado e organizado pela Confederação Brasileira de Esportes Radicais (CBER) com apoio da Confederação Brasileira de Skate (CBSk), o evento acontece juntamente com a Virada Esportiva, da Secretaria de Esportes da Prefeitura Municipal de São Paulo, que tem início no dia 21 de setembro. A prova terá a participação especial de Fernando Batman, um dos precursores do esporte no país, e contará com a presença de Sandro Dias, hexacampeão mundial de skate vertical, entre outros grandes nomes do esporte.

"O esporte brasileiro precisa de uma prova como esta, que visa colocar o skate no centro das atenções das pessoas com dois objetivos: primeiro, atrair novos praticantes, mostrando as vantagens do skate como meio de locomoção e para promover a saúde. E, como segundo objetivo, queremos revelar talentos e dar aos atletas já estabelecidos uma nova vitrine que incentive o investimento das empresas. O skate brasileiro já tem 29 títulos mundiais e até agora não construiu um grande evento no país. O Skate Run pode ser essa nova plataforma", resume Fernando Batman que, por ser um dos nomes históricos do esporte no Brasil, foi escolhido para apadrinhar o evento, que tem como proposta reunir todas as tribos do skate nacional.

Cruiser: a versão "inclusiva" do skate - O Skate Run pretende fixar no cenário esportivo nacional um jeito novo de praticar skate, chamado de "cruiser", que pode ser considerado a versão urbana do badalado "stand-up", vertente do surf na qual os praticantes ficam em pé sobre pranchas largas e remam. A comparação vem da facilidade de se praticar que ambas as versões proporcionam: até quem não tem familiaridade com o esporte pode se divertir sem esforço, proporcionando uma inclusão de praticantes eventuais ao universo do skate como esporte.

"É importante podermos incentivar a prática de esporte. E termos uma vertente do skate que seja mais fácil de assimilar é um bom caminho", diz o secretário municipal de esportes da cidade de São Paulo, Celso Jatene. "Além disso, os participantes poderão desfrutar do prazer de andar de skate pelas ruas da maior cidade do Brasil, totalmente livres de carros e outros obstáculos", completa Jatene. Para isso, o circuito será dividido em dois traçados: um com o percurso de 3 km para famílias e amadores e outro de 8 km para profissionais e praticantes de nível avançado. A largada está prevista para as 9h30 (de Brasília), na Praça Charles Miller.

Sonho antigo - Segundo uma pesquisa quadrienal encomendada em 2009 pela CBSK ao Instituto Datafolha, o Brasil conta com cerca de quatro milhões de praticantes de skate, sendo 10% do sexo feminino. São Paulo, considerada uma das capitais do skate no país, conta com aproximadamente 400 mil adeptos - o Estado de São Paulo já atinge cerca de 1,2 milhão de skatistas. Apesar disso, a capital paulista até hoje não conta com um espaço dedicado exclusivamente a este esporte. Geralmente, os praticantes eventuais, inclusive famílias e crianças, precisam compartilhar os espaços com bicicletas e outras modalidades, o que invariavelmente gera conflitos pela disparidade de velocidade e dinâmica, além das necessidades próprias de cada modalidade. "Além de incentivar o uso do skate e de ajudar no surgimento de novos talentos, esperamos que o Skate Run ajude a chamar a atenção para o problema da falta de um espaço específico", diz Leonardo Rodrigues, presidente da CBER. "Somente este espaço já seria um grande serviço à população e um impulso importante para o esporte", conclui.

A XYZ Live está comercializando as cotas de patrocínio da corrida para empresas como o Banco do Brasil, principal patrocinador do evento com apoio do Ministério do Esporte através da Lei de Incentivo ao Esporte. A XYZ Live, que investe desde sua fundação nos esportes de ação, já realizou ou produziu eventos como os X Games, a chamada olimpíada dos esportes radicais; o Red Bull X Fighters, competição de motocross na Esplanada dos Ministérios em Brasília para mais de 100 mil pessoas, e atualmente comercializa também o Jump Festival, principal evento de esportes radicais do Brasil. A empresa gerencia a carreira do hexacampeão mundial Sandro Dias, o Mineirinho, um grandes nomes do esporte em nível internacional, e Adriano de Souza, também conhecido como Mineirinho, maior nome brasileiro na história do surfe profissional.

SERVIÇO
Evento: Skate Run
Local: Praça Charles Miller
Data: 22/09
Horário: a partir das 09h30
Inscrições:
www.skaterun.com.br
Nomes como Sandro dias, Rogério Sammy e Thiago baccy , estarão marcando presença e desmistificando a separação do skate por categorias, mostrando que andar de skate é mais simples do que se pensa... pedalar e o primeiro quesito.


SKATE RUN tem realização da Confederação Brasileira de Esportes Radicais, com patrocínio do Banco do Brasil através da Lei de Incentivo ao Esporte e apoio da Secretaria de Esportes da Prefeitura Municipal de São Paulo e Confederação Brasileira de Skate. A XYZ Live é responsável pela comercialização.